Menu Busca

Comportamento

Eu, consumidor: o que você espera quando vai às compras?

O atendimento ao consumidor é parte fundamental de qualquer negócio. Para vender seus produtos ou serviços e criar uma relação de empatia com quem os consome, não existe segredo: mais do que saber vender, saber receber quem compra! Para celebrar o Dia do Consumidor, conversamos com nove profissionais e propusemos um exercício: o que eles esperam quando são consumidores? Confira na nossa matéria de hoje e inspire-se com os insights!

A gente faz de tudo para agradar os consumidores. Nem pode ser diferente! Hoje, no Dia do Consumidor, é mais do que necessário relembrar que para uma marca alcançar o tão sonhado sucesso é preciso estar conectado com seu público.  Mas….

E quando nós é que estamos posicionamos como clientes, o que esperamos? Tão habituados a estarmos do lado de cá do balcão, esquecemos, muitas vezes, de nos perguntarmos o que nós, quando somos os consumidores, esperamos das marcas que estão ao nosso redor. Convidamos nove experts do mercado para nos responder a uma única pergunta: o que é mais importante para você como consumidor?

 

RPC---Dia-do-Consumidor---Lidianne

Lidianne Hupfer
Sócia proprietária da consultoria de gestão de marca Valente Branding, em Curitiba

Observo sempre dois pontos: se as marcas são fiéis às suas crenças – e isso reflete em todos os pontos de contato com o público porque tem a ver com a essência dela; e também quando a marca percebe na sua estrutura possibilidades de inovação, se está aberta a fazer algo novo ou ainda melhor do que já faz.

Quando as marcas entendem e vivem as suas crenças, tudo que entra em contato com ela sente o que ela quer transmitir. É decepcionante quando as marcas não cumprem as promessas que fazem.

 

RPC---Dia-do-Consumidor---LeudimilaLeudimila Parcianello
Atendimento e Planejamento na agência Enjoy, em Cascavel

Respeito. Essa palavra resume o que eu espero de qualquer atendimento. O respeito pelo meu tempo, pela minha escolha àquela loja ou serviço, minha necessidade e sobretudo meu dinheiro. Por consequência, o atendimento será mais cordial, objetivo, comprometido e satisfatório. Essa abordagem gera reciprocidade. É quase aquele ditado popular “faça o bem e receberá o bem”. Atenda-me com respeito e eu respeitarei sua venda!

 

 

RPC---Dia-do-Consumidor---Juliana

Juliana Mehl Camillo
Atendimento e planejamento da Olé Propaganda, em Ponta Grossa

Por estarmos sempre planejando e criando campanhas que vendam, com condições de pagamento irrecusáveis, quando estou comprando como consumidora sempre penso: será que não é apenas jogada comercial?

Mas ainda sim, com um bom atendimento, atenção e simpatia, não tem quem não me ganhe na hora da venda. Não tem o que a gente não precise até o momento em que o vendedor nos convença do contrário. Consumidor quer se sentir importante, bem atendido e único.

 

 

RPC---Dia-do-Consumidor---JuniorJunior José Jacobs
Proprietário do Grupo Maximus, em Toledo

Por ser empresário e lidar todos os dias com as variáveis de um negócio, eu me sinto mais tolerante em relação ao atendimento que recebo. Não entro em uma loja com a ânsia da crítica. Se não sou atendido imediatamente, por exemplo, não vejo nisso motivo para minimizar a experiência que vivi naquele estabelecimento. Tento relevar e entender como pontos positivos: se não fui atendido imediatamente, pode ser porque a loja está realmente cheia devido à sua qualidade. Isso significa que é um lugar bom. Detecta-se um problema de gerenciamento, mas isso é mínimo. Ou pode ser que algum funcionário tenha faltado.

Claro que há valores dos quais não abro mão: credibilidade e confiança são imprescindíveis. Se a marca promete algo que não cumpre entendo que não fui respeitado.

 

 

RPC---Dia-do-Consumidor---Luis-FumagalliLuis Fumagalli
Professor Doutor em Administração

Sou muito crítico como consumidor. Eu procuro por atendimento personalizado, que escute minhas necessidades. Procuro assessoria e consultoria, não só ser recebido. Nem todos os produtos ou serviços que contratamos sabemos como manusear. Acontece muito em relação à tecnologia. É essencial que quem está na frente do consumidor tenha condições de esclarecer dúvidas e orientar. A experiência de compra passa por isso: trazer soluções ao cliente. Às vezes, o atendimento recebido é tão bom que ficamos até constrangidos em sair de lá sem o produto. Quando isso acontece, o vendedor afastou do cliente o peso do preço.

 

 

RPC-Dia-do-Consumidor-Ivo-PetrisIvo Petris
Presidente do grupo PolloShop, em Curitiba

Por estar sempre muito envolvido com o varejo, quando vou ao supermercado ou a lojas de vestuário fico atento às técnicas de venda. Para mim, o bom vendedor é aquele que consegue captar as minhas necessidades, busca descobrir meus gostos pessoais e avalia as condições de pagamento. Quando vou comprar, já sei o que quero, tenho um olhar treinado para a venda. Mas quem vende bem consegue ir além. Uma vez, fui comprar uma calça e acabei levando mais duas camisas por sugestão do vendedor. Foi uma pessoa que viu meu gosto, abriu o diálogo entre nós: no fim, foi ele quem vendeu, não eu quem comprou.

O que me faz insatisfeito como consumidor é frequentar lojas pouco organizadas, que te fazem ficar dependente do vendedor para conseguir ter acesso aos produtos. É desagradável ficar incomodando uma pessoa o tempo todo só para ver se tem um produto que você gostaria de comprar. A disposição dos produtos é muito importante.

 

 

RPC---Dia-do-Consumidor---Gustavo-BizelliGustavo Bizelli
Analista Chefe da Diferencial Pesquisa de Mercado, em Curitiba

1 – Pontualidade ou prontidão. Ser atendido logo que chego ou na hora marcada, sabendo que existe uma flexibilidade de ajuste…. o que não dá é chá de cadeira.

2 – Interesse por você. Ser atendido por alguém que te valoriza como cliente daquele estabelecimento, que sabe que você é a peça que gera a receita para aquela cadeia, que se você não comprar ou não usar o serviço, tudo que veio antes não serve para nada.

3 – Preparação. A pessoa que me atenda mostreconhecimento daquilo que estou comprando ou recebendo em termos de serviços, que pelo menos saiba do que se trata o estabelecimento onde ela trabalha.

 

RPC---Dia-do-Consumidor---SaraSara Caroline Feliczaki
Executiva de Contas da Pulsar Propaganda, em Guarapuava

Quando estou do outro lado, sou bastante exigente. Ou seja, quero atenção e conhecimento sobre o produto/serviço. Uma dose de simpatia também é fundamental. Ainda penso que o bom senso é essencial. Há uma grande diferença entre ser proativo e inconveniente, e o consumidor está atento a isto.

 

 

RPC---Dia-do-Consumidor---Andre-Carvalhal

André Carvalhal
Gerente de Marketing da Farm, no Rio de Janeiro

Eu espero ética, carinho e atenção  :))

 

E você já parou para pensar o que você espera quando é o cliente da vez? Conte para nós aqui nos comentários. E feliz Dia do Consumidor!

Artigos relacionados

0 respostas para “Eu, consumidor: o que você espera quando vai às compras?”

Deixe uma resposta