Menu Busca

Marketing e Comunicação

Tendências no design: veja algumas ideias que estão moldando o mercado

Formas supertecnológicas ou uma pegada mais retrô? O offline reflete no online ou vice-versa? Em um mundo com tantas possibilidades, com tanta informação e tanta gente diferente, é natural ficar em dúvida sobre qual a melhor solução para a nossa marca ou produto. Por isso, conversamos com Joaquin Fernandez Presas, professor universitário e diretor da Pontodesign, para entender um pouco mais deste universo e descobrir as oportunidades que o design oferece para as marcas.

Com a ajuda do professor e diretor da Pontodesign Joaquin Fernandez Presas, que recentemente contou pra gente sua experiência em Cannes este ano, vamos percorrer algumas tendências no design que estão impactando o mercado atualmente. “Seja o conceito de uma embalagem que acaba determinando a repaginação de uma loja ou o design do produto que orienta a criação de uma nova embalagem, a comunicação e também o próprio varejo”, inicia Joaquin. Confira alguns tópicos que o professor trouxe para o De Olho No Mercado.

Tendência: design simples e eficiente

RPC tendencias no design - Joaquin Presas_2

“Há vários anos, o design gráfico japonês impressiona o mundo com sua simplicidade, com sua economia inteligente de elementos que gera grande capacidade de comunicação – prática que nem sempre conseguiu chamar a atenção do mainstream. Hoje o conceito está mais difundido e as pessoas se acostumaram a ver, por exemplo, uma embalagem de leite toda branca que diz apenas ´Milk´”.

 

Joaquin começa falando sobre a simplicidade no design: “Podemos falar sobre o A.S.A.P (As Simple as Possible) – ‘o mais simples possível’, em tradução livre – que é um exemplo do design que está saindo do gráfico e indo para o físico (varejo)”. E já tem gente pensando nisso: “é possível notar algumas marcas mais tradicionais que começaram a experimentar – com sucesso – o poder de tornar as coisas mais claras, deixando seu design mais simples“, conta o professor.

Um bom exemplo citado por Joaquin – e que inclusive acabou de ser premiado no Festival de Cannes –  é o case “Originals”. Uma ação laboratório feita pelo McDonald´s na França, onde toda uma loja, embalagens, menu boards e cartazes foram totalmente “limpos” de palavras ou fotografias e remodelados com linhas, formas e cores que comunicam de forma objetiva, imediata e universal.

RPC tendencias no design - Originals
Mc Donald´s originals: design clean para comunicação imediata

Sustentabilidade: diferencial ou essencial?

Se tomarmos como exemplo os países mais desenvolvidos, a sustentabilidade hoje é vista como um requisito obrigatório na maioria dos segmentos. No Brasil ainda existe espaço para ganhar relevância ou se destacar sendo mais sustentável, como explica o professor Joaquin: “Ainda não temos em nosso inconsciente coletivo a percepção plena da importância do ecologicamente correto, da preservação e dos efeitos dos nossos hábitos sobre o planeta”.

Joaquin reforça que ainda é preciso espalhar este conceito: “Como esta ideia ainda não está tão difundida na sociedade, várias iniciativas que poderiam ser positivas não são compreendidas e reconhecidas com êxito. Podemos citar como exemplo o projeto da Pontodesign para uma gráfica local, que em 2010 criou uma sacola de papel totalmente sustentável, do início ao fim. Ela foi usada como a sacola oficial do primeiro congresso brasileiro de sustentabilidade e distribuída a vários clientes. Mesmo tendo sido entregue com explicações de por quê  e como o projeto iria contribuir para a preservação do meio ambiente, uma pesquisa realizada meses depois mostrou que a maioria das pessoas não havia percebido a importância da proposta”, aponta.

RPC Tendencias no design Cases Corgraf e agua Crystal
Sacola sustentável, garrafinha de água mais fácil de amassar e reciclar: “nem sempre os consumidores entendem a proposta”, sinaliza Joaquin Presas.

Outro exemplo indicado por Joaquin mostra como a sociedade brasileira ainda precisa percorrer um longo caminho para conseguir incorporar a sustentabilidade em seus hábitos de consumo. “Há o case da garrafa “Crushable”, da Água Mineral Crystal. A embalagem lançada em 2011 usa 20% menos de matéria- prima para ser fabricada e 30% do plástico usado no produto é de origem vegetal. O design  facilita que a embalagem seja amassada para reduzir o espaço consumido depois do uso. Ainda assim,  foi altamente criticada pelos consumidores”, relembra o professor.

Mesmo com tudo isso, a tendência é de que, aos poucos, o consumidor se torne bem mais consciente e note que a sustentabilidade é um valor que norteará cada vez mais as suas escolhas – e consequentemente as opções oferecidas pelo mercado.

Nostalgia ou tecnologia? Os dois!

A embalagem parece antiga, mas o produto é fabricado com alta tecnologia. "Esta combinação entre o novo e o velho também é uma realidade", conta o professor
A embalagem parece antiga, mas o produto é fabricado com alta tecnologia. “Esta combinação entre o novo e o velho também é uma realidade”, conta o professor

“De um lado, a internet e as infinitas listas de músicas que podem ser facilmente baixadas pelos serviços streaming. Do outro, o resgate do bom e velho vinil. Casas conectadas a um aplicativo nos dispositivos mobile, mas pessoas indo trabalhar de bicicleta. A realidade virtual ganhando cada vez mais espaço e, ao mesmo tempo, grupos cada vez maiores de indivíduos que pagam fortunas para aprender caligrafia com bico de pena”. Assim o professor Joaquin Presas comenta o cenário atual  de consumo e tecnologia, em que opostos se atraem.

“São atividades e opções antagônicas, mas que juntas podem ditar algo novo e inusitado. A mistura do on e do offline. Do velho com o supernovo. Objetos de design retrô combinados com a última solução em tecnologia. O que estamos vendo atualmente é a criação de coisas extremamente modernas, mas que são releituras ou muito similares a produtos ou imagens muito antigas”, explica.

Esta tendência, segundo o professor,  está presente em tudo: design gráfico, embalagens, produtos, design de interiores e até na arquitetura. “São peças que trazem uma carga de feitas à mão, de aspectos artesanais, mas com produção de última geração. Quer um exemplo? A embalagem da edição especial do Rum Don Papa 10 anos. Em um primeiro olhar, vemos um objeto e um rótulo desenhados nos anos de 1920. Mas depois vamos percebendo a tecnologia na produção do envase, na diferenciação da textura acetinada do rótulo e da rolha de cortiça natural”, finaliza.

E aí, muitas ideias inspiradoras, não? Inspire mais gente: compartilhe esta matéria nas redes sociais, use a nossa hashtag #deolhonomercadorpc

Vamos juntos!

Artigos relacionados

0 respostas para “Tendências no design: veja algumas ideias que estão moldando o mercado”

Deixe uma resposta