Menu Busca

Economia e Setores

Evento em Curitiba vai trazer tendências do varejo mundial adaptadas a realidade brasileira; confira!

Evento Retail Trends-Pós NRF em Curitiba, no dia 18 de fevereiro, vai destrinchar as tendências mundiais apontadas na maior feira de varejo do mundo, em Nova York.

Os maiores varejistas do mundo reunidos em quatro dias de feira em Nova York: muito insight, tendências e apostas. E não é preciso ter ido até a NRF Retail’s Big Show para conhecer o que foi dito. A GS&MD Gouvêa de Souza promove em Curitiba, no dia 18 de fevereiro, a Retail Trends-Pós NRF, uma imersão que traz os highlights da NRF adaptadas ao mercado brasileiro, e como aplicar os conceitos da nova era do varejo.

“É um grande apanhado das atitudes que o mundo diz que precisam ser tomadas no varejo. E não só para pequenas ou médios varejistas, mas também moldados as necessidades do pequeno”, explica Wagner Santos, COO da W9 Marketing e consultor parceiro da GS&MD Gouvêa de Souza.

>> Varejo inteligente e novo olhar sob a concorrência são destaque no primeiro dia de NRF

>> Varejo além do lucro e igualdade de gênero pautam o dia 2 da NRF

>> NRF: experiência do consumidor e tecnologia são as chaves para o varejo da Nova Era

O COO é um dos palestrantes do Retail Trends-Pós NRF. “A gente precisa olhar para o  cenário todo do varejo sempre como uma oportunidade. Quem não investir em pessoas, em tecnologia, quem não tiver um propósito definido e quem não tiver consistência, não sobrevive. Acho que a palavra de ordem hoje é consistência”, falou Santos.

São Paulo foi a primeira capital a receber o evento da GS&MD, que vai percorrer outras sete cidades. As palestras em Curitiba acontecem no dia 18 de fevereiro. Foto: divulgação.

O De Olho No Mercado conversou com Wagner Santos sobre o que esperar do evento. Confira o bate-papo.

Wagner Santos, COO da W9 Marketing e consultor parceiro da GS&MD Gouvêa de Souza, é um dos palestrantes do Retail Trends-Pós NRF. Foto: divulgação.

O cenário é otimista?

Sim, podemos dizer que é positivo. Inclusive, essa percepção foi endossada pela Zeina Latif, economista e consultora econômica da Gibraltar Consulting, que participou do Retail Trends-Pós NRF em São Paulo. Falando de Brasil, segundo ela, continuamos em uma marcha lenta, mas mais confiantes, existe uma visão otimista de crescimento do mercado. E agora seria a hora do varejo fazer a sua parte. Ainda há uma inadimplência muito grande, desemprego, Custo Brasil muito alto, há ainda o período de estabilidade, mas a tendência é de crescimento total.

Pode citar algumas macrotendências que foram apresentadas da NRF e que serão destrinchadas no evento?

Muito falou-se sobre empresas com alma, com propósito; também da importância da tecnologia, da liderança, inteligência artificial e por aí vai.

E de que forma essa temas serão abordados em Curitiba?

Dentro da realidade do varejo brasileiro, pensando não só no médio e grande varejista, mas também no pequeno e na realidade dele. O que a gente faz é absorver tudo e filtrar para o que pode ser aplicado no país, que vive outra realidade financeira, econômica, de cultura do consumo, entre outros. E de que maneira é possível também inspirar-se, fazer acontecer.

Alguma dica que pode antecipar ao evento?

Uma coisa que eu gostaria de salientar é a questão do propósito. Muito se fala nele, ele é importante sim, mas no final de tudo é preciso pagar as contas. O discurso dos negócios entra muito em uma vibe de que é preciso fazer muita coisa legal, descolada no tradicional, e eu concordo com isso, no entanto, é primordial que se tenha sustentabilidade financeira em um negócio.

Outra coisa é que, muito embora a gente venha assistindo muitas coisas voltadas à tecnologia, a gente vai chegar no final deste ano com apenas 3,5% das vendas realizadas por um e-commerce. Os outros 96,5% ainda vêm da loja física. Portanto, o nosso consumidor busca o varejista primeiro no ambiente virtual, depois acaba comprando na loja física. A loja online, neste momento, funciona como uma espécie de vitrine, mas não é onde a conversão acontece.

Isso quer dizer que o pequeno varejista não precisa migrar, imediatamente, para online?

Precisa começar, sim, mudar o negócio, a experiência de compra, mas não é um momento para pânico, de achar que vai perder tudo por conta do comércio online. No evento em São Paulo, no dia 6,  apresentamos uma pesquisa feita com 70 empresas grandes – os respondentes eram os presidentes, CEO’s, pessoas de TI, entre outras – e perguntamos sobre o investimento em tecnologia. E, pasmem, 40% delas ainda não fazem venda online. Estamos em outro momento no país. Temos ainda um gap de pelo menos dez anos para estarmos bem preparados, para o online ser o principal canal.

Algum conselho para os pequenos?

O consumidor deixou de frequentar os pontos de venda por uma questão de necessidade. Hoje ele visita por interesse. É preciso investir no ambiente de loja que seja diferente – além do físico – onde o cliente queira estar com o lojista, que se sinta bem nos processos; em atendimento, treinamento.

Ingressos e programação

Os ingressos para o Retail Trends-Pós NRF em Curitiba estão sendo vendidos online. Compre o seu clicando aqui. O evento acontece na Universidade Positivo. 

O temas que serão abordados envolvem ressignificar o negócio do varejo e entendê-lo de maneira mais ampla, além da loja física ou de sua operação digital; aprendizados sobre a China e Coreia do Sul; apresentação de estudos sobre o novo papel do varejo na estrutura financeira atual e sobre tecnologia do varejo; highlights de Nova York; debates com líderes do mercado varejista; entre outros.

Palestrantes

Marcelo Toledo – CEO da GS&MD Gouvêa de Souza

Eduardo Yamashita – COO da GS&MD Gouvêa de Souza

Luiz Guilherme BaldacciSócio-diretor GS&MD Gouvêa de Souza

Wagner Santos – COO da W9 Marketing e consultor parceiro da GS&MD Gouvêa de Souza.

Se você busca informações, insights ou soluções de comunicação no Paraná? Conte com a gente informações@rpc.com.br
——————————————————————————-
Hoje acontece também  o encontro promovido pelo Grupo Opus que  divide a sua experiência na NRF 2020 no Shopping Mueller nesta terça-feira (11), inscreva-se pelo Sympla

Artigos relacionados

0 respostas para “Evento em Curitiba vai trazer tendências do varejo mundial adaptadas a realidade brasileira; confira!”

Deixe uma resposta