Menu Busca

Economia e Setores

Rota do Pinhão: turismo e passeios na Região Metropolitana

Aproveite as férias para turistar na região metropolitana, a chamada "Rota do Pinhão".

A Rota do Pinhão reúne municípios da Região Metropolitana e é ideal para conhecer no fim de semana ou nas férias. Todos os pontos turísticos estão localizados em um raio de até 40km de Curitiba. Para fazer o paranaense um turista no seu próprio estado, a Paraná Turismo tem trabalhado em diversas frentes. Uma delas é a divulgação da Rota do Pinhão, que  reúne: Araucária, Balsa Nova, Campo Largo, Campo Magro, Cerro Azul, Colombo, Curitiba, Lapa, Piên, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, Rio Negro, São José dos Pinhais, Tijucas do Sul, Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Campina Grande do Sul, Campo do Tenente e Mandirituba.

“Um dos principais fatores de atração do turismo a região metropolitana é a grande demanda que Curitiba apresenta nesse setor. A diversidade nos segmentos de turismo rural, aventura, religioso, gastronômico e cultural é muito influenciado pela presença dos imigrantes de diferentes etnias que se consolidaram no estado do Paraná”, afirma Isabella Tioqueta, diretora técnica da Paraná Turismo.

Rota do Pinhão

E os números vêm aumentando. Cerca de 50 mil turistas passeiam todos os anos por alguns dos municípios da Região Metropolitana de Curitiba, de acordo com a pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Turismo da Universidade Federal do Paraná. Mas há um grande potencial não contabilizado de quem mora em Curitiba. Essas pessoas não se hospedam em hotel, mas consomem atividades ligadas à alimentação, lazer e cultura. Só a Rota do Pinhão movimenta aproximadamente 30% dos fluxo turísticos do estado do Paraná (estimado em 16 milhões de turistas). Os dados são da Paraná Turismo.

Rota do Pinhão

O Caminho do Itupava é uma trilha histórica aberta para ligar Curitiba a Morretes

Para Isabella Tioqueta, os novos produtos turísticos que fazem parte das roteirizações dos imigrantes é um dos caminhos mais promissores. “A gastronomia pode ser utilizada como atrativo. Ela é apoiada pelos outros segmentos que completam os circuitos, como turismo rural, cultural, aventura e religioso”, afirma. Já Deise Bezerra, assistente técnica da Paraná Turismo, destaca a quantidade e diversidade de atrações na Rota do Pinhão. “É onde temos o maior número de serviços turísticos no Estado”, complementa.

Turismo em São José dos Pinhais

Os investimentos da administração pública no fomento do turismo rural tem gerado aumento da demanda de turistas em São José dos Pinhais. São diversas localidades com moradores e cultura dos imigrantes poloneses, italianos e ucranianos. Destaque para o Caminho do Vinho – Mergulhão, Colônia Murici, Colônia Marcelino e Campina do Taquaral. Todas as localidades possuem empreendimentos turísticos e de gastronomia típicas.

Já na área central os destaques ficam por conta do Parque São José e Rua XV de Novembro – com museus e teatro.

Aventura na Rota do Pinhão

A Rota do Pinhão é ideal para ser feita de carro, pois todos os municípios estão localizados em um raio de até 40km de Curitiba. No trajeto, aproveite a oportunidade de conhecer costumes locais, gastronomia, festas típicas e agricultura.  “As rotas como as Colônias Polonesas em Campo Largo e Campo Magro, o Circuito Italiano em Colombo, a colonização Alemã em Rio Negro. Os mosteiros em Mandirituba e Campo do Tenente também são exemplos”, explica Isabella.

Araucária

Em Araucária encontra-se o Acqua Park, um complexo aquático com 240 mil metros quadrados. Formado por piscina de ondas, toboágua radical com pista circular, kamikase com queda de 20 metros de altura, piscina temática, piscina esportiva, brinquedos para crianças. Endereço: Rua Yoshiaki Nagano, 121.

Rota do Pinhão
Acqua Park é um dos destaques turísticos de Araucária.

O Parque Cachoeira foi criado em 1982 e possui mata nativa, lago e ribeirão, atraindo pessoas que buscam o contato com a natureza. Destaque para as quadras esportivas: vôley e futebol de areia e futebol society. O Parque tem, ainda, pista de corrida e de bicicleta. O bicicletário recém inaugurado empresta gratuitamente para adultos e crianças se divertirem a vontade. Endereço: Rua Ceará, s/n – Jardim Iguaçu.

Na Chácara Dom Henrique é possível fazer cavalgadas, passeio de charrete, camping, e também pesque e pague.

Campo Magro

Em Campo Magro destaca-se o turismo de aventura e ecologia com os voos duplos de parapente no Morro do Palha, um dos melhores pontos de voo do Paraná.  Saltando de 1.080m do nível do mar e com um desnível de 300m, o voo tem duração de 5 a 15 minutos e vista para Campo Magro, Campo Largo, Almirante Tamandaré e Curitiba.

Os voos são possíveis durante todo o ano e a melhor época é no verão, de dezembro a março.

Rota do Pinhão

O passeio completo passa por estradas rurais. E os mais aventureiros podem subir o Morro do Palha por uma trilha no meio da mata, ou com o veículo 4×4, disponibilizado pelo Clube de Vôo Livre do Morro da Palha.

Na região existem várias opções de gastronomia e hospedagem para quem deseja passar mais de um dia em Campo Magro. “A sensação de pairar sobre morros e planícies vislumbrando a paisagem de uma forma prazerosa e contemplativa é possível sem a necessidade de qualquer preparação anterior. O voo de parapente em Campo Magro vai surpreender tanto nas emoções, quanto nas paisagens”, garante Eros Tozetto, secretário municipal de turismo. Mais informações: https://www.facebook.com/clubedopalha/

Almirante Tamandaré

Em Almirante Tamandaré está o maior parque ecológico urbano do sul do Brasil: o Parque Municipal Ambiental Anibal Khury. Ele integra o Circuito da Natureza. Criado pela gestão atual da prefeitura, o Circuito colocou a cidade na rota turística do Paraná e do Brasil.

São várias chácaras para turismo ambiental e de lazer. Ao longo do ano, o Circuito possui programação especial, com caminhadas noturnas, cavalgadas, entre outros. A secretária de comunicação social, Luciana Pombo, conta que o município atrai turistas de toda a região metropolitana e até de Santa Catarina. “Oferecemos áreas para camping, trilhas, locais para eventos, hipismo, pensão para cavalos, laço comprido, aula de dança de salão, enduro, agroturismo, piscinas hidrominerais, nascentes, tirolesa, entre outros”, conta Luciana.

Mais informações: http://www.tamandare.pr.gov.br/turismo-rural.html

Quatro Barras

Para quem está com o físico em dia, uma opção é o Caminho do Itupava. Ele liga Quatro Barras a Morretes e pode ser percorrido por cerca de 7h.

Outra opção é o Morro do Anhangava. Considerado um dos melhores campo-escola de escalada em rocha do Brasil, possui 1.420 metros de altitude e várias vias com diversos graus de dificuldade. Excelente ponto para prática de vôo livre, escalada, rappel, caminhadas e passeios a cavalo. Está localizado no Parque Estadual Serra da Baitaca. Sua subida leva em torno de 1 hora e revela paisagens cercadas de natureza.

Rota do Pinhão
Morro do Anhagava é uma das belezas naturais de Quatro Barras.

Piraquara

O Caminho do Trentino é cheio de atrações e das belezas da Serra do Mar e nós já mostramos aqui no Meu Paraná.

Uma das principais atrações é o túnel colonial. Construído em 1883, o local abriga uma cave de envelhecimento de vinho espumante natural. O acesso até a Cave é feito por uma plataforma elétrica, capaz de transportar até 15 passageiros, num trajeto de 154 metros. Neste túnel, as garrafas permanecem, no mínimo, dois anos para maturação.

O complexo ainda possui vários espaços de descanso, com gazebos e confortáveis cadeiras. Redários e trilhas proporcionam o contato direto com a exuberante mata atlântica.

Campo Largo

Conhecida como Capital Nacional da Louça, Campo Largo conta com a Feira da Louça, realizada em setembro. Outro destaque é o roteiro turismo rural nas colônias polonesas, administrado pela Associação de Turismo Rural das Colônias Polonesas. Em maio de 2019, o município lançou a base comunitária “Trilhas da Gralha Azul” dentro da Floresta Nacional de Assungui, Flona de Assungui, na Estrada do Cerne km 64.  São 3 trilhas de curto e médio percurso com diferentes graus de dificuldade. Há, também, surpresas na mata como cachoeira e pontos para apreciar paisagens incríveis.

Colombo

Ponto turístico: Circuito italiano de turismo rural

Destaque: O Circuito Italiano de Turismo Rural Atualmente conta com 29 pontos de visitação e um posto de atendimento ao turista.

 

Vamos juntos explorar esse potencial?

 

 

 

Artigos relacionados

0 respostas para “Rota do Pinhão: turismo e passeios na Região Metropolitana”

Deixe uma resposta