Menu Busca

Economia e Setores

Profissão do futuro: que carreiras vão bombar nos próximos anos?

De Olho no Mercado conversou com a gerente executiva de marketing de serviços do Sistema Fiep e o reitor da Unifacear

A pergunta de um milhão de dólares hoje em dia é: qual a profissão do futuro? Que carreiras vão bombar neste e nos próximos anos? Murilo Andrade, reitor da Unifacear, confessa que ouve com frequência esse questionamento. E ele sugere uma mudança: quais serão os profissionais de sucesso no futuro?

profissão do futuro

“O fato é que toda profissão com atividades manuais, rotineiras e padrões repetitivos tende a ser substituída por máquinas. Por esta, e outras razões, os profissionais de sucesso hoje e no futuro serão aqueles que possuem competências como: criatividade, resolvedor de problemas complexos, inteligência emocional, relacionamento interpessoal, pró-atividade, resiliência, adaptabilidade, boa comunicação oral e escrita, pensamento crítico, trabalho em equipe, domínio dos meios digitais, domínio do idioma e línguas estrangeiras”, acredita Murilo.

Se hoje ele tivesse filhos em idade de fazer vestibular, a orientação seria buscar as engenharias, cursos ligados a tecnologia ou Administração.

<<Leia mais sobre os cursos preferidos do jovem curitibano>>

Para aquelas pessoas que já passaram dos 30 anos, a sugestão são cursos superiores de tecnologia por terem formação mais específica e rápida. Ou, então, cursos na modalidade a distância ou semipresencial, que aliam o melhor do mundo virtual com os encontros presenciais.

Para Marcia Souza, gerente executiva de marketing de serviços do Sistema Fiep, o futuro deve consolidar as atividades ligadas à tecnologia.  Profissões como analista de dados, desenvolvedores e programadores, gestão da experiência do usuário em ambientes digitais e analista/gerente de redes sociais estão na lista.

Profissão do futuro = tecnologias

 

 

Um levantamento da rede de networking Linkedin, divulgado no começo de janeiro serviu como base para definição das profissões do futuro. O ranking é feito a partir de informações da própria plataforma e reúne 15 profissões. Dessas, nove estão diretamente ligadas à tecnologia da informação. Ele aponta a profissão gestor de redes sociais como primeiro da lista. A procura aumentou anualmente, em media, 122% entre 2015 e 2019.

“Considero importante a interação com o cliente, no processo de gestão de canais digitais. E como desafio para o profissional dessas áreas, vem a necessidade de qualificação constante, para adaptação e conhecimento de novas formas de exposição”, afirma Márcia.

A segunda profissão em destaque é engenheiro de cibersegurança, o profissional que evita ataques cibernéticos. Com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrando em vigor neste ano no Brasil, a tendência é um aumento ainda maior da profissão. A segurança da informação e a nova Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, que entra em vigor em agosto de 2020, também ajudam no aquecimento do setor. Agora, as empresas obrigatoriamente devem se adaptar a nova realidade, com profissionais especializados.

“Acredito que abriremos mais espaço para gestores/promotores de inovação para resolução de diversas questões que já nos incomodam. E para outras que ainda nem conhecemos. Nessa linha,  serão necessários profissionais de engenharia voltados para a implementação de soluções. São eles: energia sustentável, tráfego urbano, produção agrícola, reuso de resíduos, focados em tópicos de sustentabilidade mundial”, completa Marcia.

Papel das universidades

E qual o papel da universidade na formação desses profissionais? Para Murilo, é preciso mudar. “Ela precisa se reinventar em vários aspectos. A academia sempre teve um gap em relação ao mundo profissional. Mas, com o passar dos anos, a distância ficou muito elevada e pode comprometer a formação dos profissionais. Com a rapidez do avanço tecnológico a universidade não pode ficar presa à teorias do passado que não auxiliam em nada na formação dos alunos. É preciso rever as grades de disciplinas, os modelos de aulas e a própria relação entre a universidade e o aluno”, acredita Murilo. Para ele, a educação continuada e o aprendizado constante são os pontos mais importantes.

 

Artigos relacionados

4 respostas para “Profissão do futuro: que carreiras vão bombar nos próximos anos?”

  1. Carreiras vem e vão e se transformam em novas oportunidades de alavancar nossa perspectiva profissional

  2. marcos says:

    Muito bom e útil este site.
    Gostei muito!
    Parabéns!

  3. Parabéns!
    Esse conteúdo é bastante indicado e bem produzido.

Deixe uma resposta