Menu Busca

Economia e Setores

Maringá: marcas unidas para vencer a pandemia

Empresas e entidades utilizam a força de suas marcas e seu poder de mobilização para ajudar profissionais e instituições de saúde no combate ao coronavírus

Em Maringá, vários negócios vêm usando o poder de suas marcas e seu poder de mobilização para superar este momento de crise e, ao mesmo tempo, contribuir com os esforços coletivos para vencer a pandemia do novo coronavírus. Com isso, ajudam instituições e profissionais da saúde, que são a linha de frente no combate ao novo coronavírus.

A Recco Lingeries, por exemplo, que tem extenso know-how em costura, passou a fornecer tecidos e utilizar seus equipamentos para a fabricação de produtos para hospitais e ajudar a vencer a pandemia. Com uma máquina de cortes a laser, a empresa consegue, em poucas horas, cortar lençóis e fronhas para transformar em material para leitos e macas e ainda fazer máscaras. A prefeitura doou rolos de TNT, e com eles a Recco conseguiu produzir mais máscaras de proteção. “Nossa tecnologia é de ponta e permite que os tecidos sejam cortados em grande escala”, conta Talita Caparróz, gerente de Recursos Humanos da empresa.

Assim, em apenas um dia, em pouco mais de duas horas a máquina produziu 3 mil máscaras. Elas estão sendo encaminhadas ao Hospital Universitário da cidade. E jalecos são produzidos a partir do corte de tecidos e enviados na luta para vencer a pandemia.

Funcionários e voluntários da empresa auxiliam no preparo e na entrega dos materiais. Roupas também estão sendo doadas à população carente da cidade.

 

Talita Caparróz
Gerente de Recursos Humanos da
Recco Lingeries

“Todos se colocaram à disposição de gerentes a auxiliares, não existe cargo nesse momento, são seres humanos cuidando de seres humanos.”

 

 

 

 

Campanhas solidárias para vender a pandemia

Outro que se engajou no combate à pandemia foi o Shopping Maringá Park. A empresa substituiu campanhas publicitárias de vendas por campanhas para incentivar a doação de sangue. E utilizou suas ferramentas de comunicação e suas redes sociais para incentivar o isolamento social. Além disso, usa esses canais para fazer campanhas de arrecadação para o Hospital Universitário de Maringá e para o Lar dos Velhinhos.

 

Andrea Toscano
Gerente de Marketing do Shopping Maringá Park

“Estamos fazendo lives com especialistas de várias áreas e colocamos no ar um podcast com dicas para toda a família.”

 

 

 

 

 

Outra iniciativa foi a doação de máscaras para a Santa Casa, um insumo essencial e sempre necessário para os profissionais de saúde. A mobilização foi grande inclusive no final de semana de páscoa. O shopping realizou um drive thru de solidariedade para arrecadar produtos de higiene, alimentos e roupas. Lojistas e funcionários se engajaram nas ações.

Doação de alimentos

Por sua vez, a GTFoods, quarta maior empresa do país em avicultura de corte, já doou mais de 5 toneladas de frango ao Hospital Universitário de Maringá, à Santa Casa de Maringá e ao Hospital Santa Clara, de Colorado (PR).

Segundo o gerente de Marketing da GTFoods, Hudson T. Delalíbera, é uma forma de agradecimento da empresa aos profissionais de saúde e de contribuição para que os recursos dos hospitais utilizados na compra de alimentos possam ser redirecionados ao atendimento de pacientes.

 

Hudson T. Delalíbera
Gerente de Marketing da GTFoods

“Eles (os profissionais da saúde) estão deixando suas famílias em casa para cuidar das nossas. Esperamos que este gesto possa inspirar a todos, pois é preciso entender que juntos somos mais fortes.”

 

 

 

 

Voluntariado e websérie

Já a Unicesumar, fez, no dia 02/04, doações de 480 litros de álcool 70° e de 750 máscaras de proteção para o 4º batalhão da Polícia Militar de Maringá. Em março, emprestou seis aparelhos respiradores ao Hospital Municipal de Maringá, destinados aos pacientes que apresentavam evoluções mais graves da Covid-19. Os aparelhos pertencem ao laboratório de técnica operatória da universidade.

Além disso, mais de 80 estudantes se voluntariaram para prestar esclarecimentos sobre o novo coronavírus por meio de teleatendimento. A iniciativa surgiu a partir da Portaria 356 do Ministério da Educação, que autoriza estudantes dos cursos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia a realizarem estágios voluntários.

Em um projeto chamado “Agente Solidário”, a instituição substituiu o tradicional trote solidário por uma websérie, com informações técnicas prestadas por especialistas sobre o cuidado com os idosos em meio à pandemia, sobre o uso do álcool 70° e mais medidas de higienização, alimentação preventiva e o uso correto das máscaras de proteção. A série conta com seis capítulos e foi lançada no fim de março.

“Enquanto universidade, temos um papel crucial em somar com a sociedade. Por isso, temos buscado ajudar em todas as frentes”, explica Wilson Matos Filho, vice-reitor da Unicesumar.

 

Wilson Matos Filho
Vice-reitor da Unicesumar

“É muito gratificante poder contribuir, principalmente com quem está na linha de frente. Em nome de toda a comunidade acadêmica, agradecemos o trabalho dos profissionais de todas as áreas que estão no front da luta ao combate do coronavírus e, dessa forma, servindo à população.”

 

 

 

Auxílio a hospitais e ao empreendedor local

As instituições de classe também se mobilizam. A Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM) realizou uma campanha de arrecadação para a compra de equipamentos. O insumos serão utilizados nas novas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário de Maringá. São dez respiradores, dez monitores e 20 oxímetros. Para a arrecadação, a entidade destinou uma conta bancária para receber contribuições tanto de pessoa física quanto jurídica.

A associação adquiriu ainda 50 mil máscaras cirúrgicas, 15 mil máscaras N95, indicadas para os profissionais que atuam na intubação ou aspiração traqueal, e 50 camas hospitalares. Em parceria com empresas, já doou luvas, aventais, máscaras e frascos de álcool para hospitais, associações beneficentes e unidades de saúde. Em outra frente, a entidade firmou convênios com instituições financeiras para oferecer crédito acessível aos empresários da região. O valor total é de R$ 80 milhões. As instituições parceiras são a Noroeste Garantias e o Sicoob.

Pessoas físicas e jurídicas podem ajudar depositando qualquer valor na conta corrente do banco 756 (Sicoob Metropolitano), agência 4340, C/C 161.984-5, CNPJ 79.129.532/0001-83. A conta é exclusiva para essa campanha, e a titular é a Associação Comercial e Empresarial de Maringá.

 

Michel Felippe Soares
Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá

“Estamos buscando alternativas para auxiliar os empresários neste momento. Entendemos a necessidade da interrupção das atividades, mas defendemos equilíbrio entre a retomada das atividades de forma gradual e a preservação das vidas e da saúde dos maringaenses, que são preponderantes.”

 

 

 

Exemplos como esses mostram como é importante as empresas estarem preparadas para agir de forma criativa durante crises ou eventos súbitos, como é o caso desta pandemia.

E você, está mobilizando alguma ação com esse objetivo?

Conte para a gente. 

Leia mais:

Empresas que têm muito a dizer em meio à pandemia do coronavírus

Onze dicas para cuidar do bem-estar na quarentena

 

 

 

 

Artigos relacionados

0 respostas para “Maringá: marcas unidas para vencer a pandemia”

Deixe uma resposta