Menu Busca

Economia e Setores

Micro e pequenas empresas se reinventam no mundo digital

Confira como empresas paranaenses estão apostando nos negócios online

Novo comportamento do consumidor exigiu mudanças rápidas de pequenas empresas. Foto: Pexels

As Micro, Pequenas e Médias Empresas são responsáveis por 27% do PIB brasileiro e representam 99% das entidades que empregam no Brasil, segundo dados do Sebrae. Uma verdadeira força motriz para a economia do país. 

No último ano, muitos empreendedores tiveram que se reinventar para sobreviver às restrições impostas pela pandemia. A principal movimentação foi a migração do ambiente físico para o universo digital.

Uma consulta feita em junho de 2021 pela Associação Comercial do Paraná (ACP) com 200 empresas constatou que 87% delas tiveram queda de faturamento ou outro efeito negativo em seus negócios. Além disso, 70% das empresas foram impactadas de alguma forma e tiveram que promover ajustes no atendimento. A maior parte partiu para a adoção de serviços online, delivery, drive thru ou take away.

Para o presidente da ACP, Camilo Turmina, esse movimento de migração para o digital é sem volta. “Apesar da reabertura, vale considerar que 30% dos consumidores não saíram mais de casa. São pessoas que hoje continuam comprando e levando sua vida digitalmente.”

 

 

 

“Mesmo sem muita estrutura, muitas empresas se reinventaram e vimos que as que conseguiram levar essa comunicação mais direta para o digital estão sobrevivendo à crise”.

 

 

 

No ramo farmacêutico há 30 anos, a rede de Farmácias Estrela, de Cascavel, sentiu a necessidade de ampliar sua presença digital. Isso mesmo não tendo fechado as portas por ser serviço essencial. O resultado foi tão positivo que a rede abriu uma nova filial neste período, contando agora com 19 lojas. “Temos planos de abrir mais uma até o fim do ano. E estamos fazendo uma grande ampliação em uma das lojas de Cascavel, além do lançamento do nosso aplicativo”, comemora o gerente de marketing da rede, Wanderlei Hoffmann.

 “Logo no início, em março do ano passado, as pessoas correram às farmácias para estocar produtos, mas em abril tivemos um dos piores faturamentos da história. Percebemos que as pessoas não estavam saindo às ruas, mas que precisavam adquirir nossos produtos. Então, ampliamos nossos canais digitais para chegarmos mais próximos ao público”.

Segundo  Marcos Ambrósio, consultor da regional Centro do Sebrae-PR, a pandemia apenas antecipou um movimento natural de digitalização. Para isso, muitos recorreram à instituição para desenhar as estratégias digitais mais adequadas à sua realidade. Elas variaram da presença digital em redes sociais à entrada no e-commerce.

“Venho acompanhando esta onda desde 2015 e desde então temos um crescimento anual do mercado digital de 12 a 15%, mas que em 2020 superou os 20%. Alguns empresários que estavam precisando de um empurrão para tomar decisões mais radicais, fizeram isso e tiveram mais resultado. Às vezes até mesmo mudando o core da empresa”.

 

 

 

Para João Alves Barbosa, sócio-diretor da Clique Presentes, de Cianorte, a transição para o digital se deu por meio da entrada em marketplaces. Para isso, ele teve que  adaptar seus mix de produtos e agora começa a investir em mudanças estruturais em seus processos e equipe.

 

 “Hoje estamos em seis ambientes, mas tenho planos de estar em uns 30 em até três meses. Nos últimos 3 meses, a venda digital superou a presencial. Tanto que decidimos contratar tecnologia para otimizar alguns processos que hoje são feitos manualmente. Não é rápido, mas é um caminho que tem que acreditar.”

João Alves Barbosa, sócio-diretor da Clique Presentes.

 

E você, é empresário e também está vivendo um momento de transição para o mundo digital? Conte pra gente sua experiência!

Já ouviu falar no App Negócios RPCNossos clientes acompanham suas campanhas online na palma da mão.  Converse com os nossos executivos 😉

 

Leia mais:

<<< Gestor de banco especialista em crédito imobiliário dá dicas de gestão financeira para empresários

<<< Entre os 5 estados com mais potência em energia solar, Paraná tem case de empresa no setor

Artigos relacionados

0 respostas para “Micro e pequenas empresas se reinventam no mundo digital”

Deixe uma resposta