Menu Busca

Economia e Setores

Loja Top 50 aposta no relacionamento com os clientes para o comércio enfrentar a crise

Com preços acessíveis e produtos que trazem facilidade e conforto ao dia a dia, loja aumentou as vendas mesmo na pandemia

Para entender a própria situação, antes de tudo, é preciso enxergar o todo. Esse foi o ponto de partida das unidades da loja Top 50, cuja matriz está em Pato Branco, no Sudoeste do Paraná, para enfrentar a crise motivada pela pandemia. Pensar que o mundo inteiro está sendo impactado pelo problema e que não é algo que depende de uma resposta isolada.

Como explica Roberto Soares, gerente e supervisor da Top 50, após 15 dias de paralisação do comércio na cidade, a reabertura da loja de confecções, utilidades, calçados e acessórios tem buscado ir além da venda do produto. É um espaço físico seguindo todos os protocolos de prevenção, é um momento de acolhimento, de ver o cliente e suas necessidades de maneira ainda mais próxima. Por isso, além de oferecer um lugar seguro, a aposta é na tentativa de dar o conforto possível, esperança, adaptação e preços acessíveis a seu público.

Essa motivação, em um momento tão delicado, faz parte da rotina da loja. O gerente aproveita a reunião diária para trabalhar o emocional e levar também o lado positivo de cada situação. “Duas coisas ficam claras em qualquer tipo de crise: o desafio e, com ele, o medo que pode paralisar. Ou, um cenário paralelo, ainda que pareça distante, que é vislumbrar oportunidades. E aí o desafio é se reinventar, mudar algo que funcionou às vezes a vida inteira”, explica Roberto Soares.

Resposta positiva

Embora surpreenda devido ao cenário econômico mundial, as inciativas da loja, que tem outras três unidades no estado, já têm dado retornos positivos também do ponto de vista financeiro. Segundo o gerente, as vendas estão melhores que antes da pandemia, o que se deve ao fator preço, mas também a produtos que são úteis para o dia a dia das pessoas neste momento e, principalmente, ao acolhimento dado na loja.

Os produtos das duas lojas Top 50, em Pato Branco e em Palmas, têm produtos de até R$ 49,90. Já nas unidades da Top Mix, que ficam em Campo Mourão e Maringá, o valor é de até R$ 14,90. Em relação aos produtos disponíveis, houve aumento na procura por vestuário básico para ficar em casa, como pijamas, moletons e conjuntos infantis.

Para facilitar, o contato pelos canais digitais também foram intensificados. Porém, como explica Roberto, a maioria prefere ir até o local fazer suas escolhas, que acontecem com distanciamento, uso de máscaras e álcool gel.

“Têm sido fundamental para nós algumas coisas que a pandemia está ensinado, como o diálogo. Ouvir do cliente a sua necessidade e não necessariamente aquilo que ‘eu quero dar’. Quando passamos a conversar dessa maneira, abriu-se um leque. Outra coisa é a sensibilidade de entender que o cliente é uma pessoa única e dar a ele a devida importância. As coisas vinham acontecendo, em todos os lugares, meio que no automático”.

Fortalecimento do comércio local

Para Roberto Soares, o fortalecimento do comércio local também passa pela questão da segurança. As pessoas querem saber quem está fazendo, manuseando ou mesmo entregando o produto. Além disso, o incentivo à cidade em que se vive já era identificado por ele como comportamento presente no consumidor de Pato Branco, o que é ainda mais importante em um momento como este.

“De alguma maneira, todas as pessoas foram atingidas, na economia e na autoestima, mas isso requer uma nova postura. E ela está naquilo que se encontra no ser humano, não necessariamente no produto. Quem vai conseguir passar por isso é pela forma como trata seu cliente, que pode querer consumir, divulgar e voltar. Temos que passar segurança e tranquilidade”, finaliza Roberto Soares.

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para você. E se quiser pensar novas ideias e elaborar estratégicas para sua marca ou empresa, clique aqui e vamos juntos.

 

LEIA MAIS

>> O papel das associações comerciais na retomada do comércio

>> Digitalização do varejo é o tema da nova edição do Olist Talks; faça a sua inscrição

Artigos relacionados

0 respostas para “Loja Top 50 aposta no relacionamento com os clientes para o comércio enfrentar a crise”

Deixe uma resposta