Menu Busca

Economia e Setores

Feriado prolongado: é a vez do turismo local

Foz do Iguaçu se prepara para a retomada das atividades com certificações que garantem a segurança dos visitantes

O Museu de Cera é um dos empreendimentos que reabriu com certificação sanitária em Foz do Iguaçu. Foto:Christian Rizzi

 


No dia 27 de setembro comemora-se o Dia Internacional do Turismo. No Brasil, o mês também marca o feriadão do 7 de setembro, período em que muitas famílias aproveitam para viajar, especialmente com foco no turismo local. Em tempos de pandemia, os municípios paranaenses cujas atividades econômicas estavam calcadas principalmente no turismo precisaram se reinventar. E nos quase seis meses desde a declaração da pandemia pela Organização Mundial da Saúde, foi possível planejar, repensar e aplicar uma série de protocolos. Tudo para garantir a saúde daqueles que vão pegar as estradas para viagens intermunicipais no Paraná. 

 

Pé na estrada e turismo local

De acordo com o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Gilmar Piolla, o que vai puxar a retomada das atividades é o turismo local e regional. Ou seja, o turismo rodoviário. ”A gente sabe que o turismo aéreo, com os estrangeiros, pode demorar um pouco. Então, nesse primeiro momento, nós queremos atrair aquele público que vem para cá várias vezes durante o ano. Aquele público fiel e que gosta de vir para Foz”, explica.

turismo local

”Tenho certeza de que Foz será um dos principais destinos brasileiros nessa retomada do turismo”, comenta o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Gilmar Piolla. Foto: Rubens Fraulini/Itaipu

 

Essa nova perspectiva foi um dos pontos de mudança para o Complexo Dreams Park Show. O complexo compreende os parques Vale dos Dinossauros e Maravilhas do Mundo e o Museu de Cera. Com a pandemia, a empresa se reposicionou para atender às demandas também do público regional. ”Nosso planejamento de marketing estava voltado para trazer os estrangeiros. Mas isso mudou”, explica Paula Adriana Haito, gerente comercial do Dreams.

A mudança passou inclusive por uma mudança de logomarca. Antes, referenciada nas marcas estrangeiras. Agora, mais próximo da identidade nacional. ”As pessoas que precisam do nosso produto estão à nossa porta. Então vamos nos dedicar a elas. Proporcionar experiências de qualidade por um preço que elas possam pagar. Ou até menos, para que sejam promotores do destino e passem a ter orgulho de uma empresa que está aqui.”

 

Novos protocolos de segurança

Altamente impactada pela crise do coronavírus, Foz do Iguaçu precisou investir forte nos protocolos de segurança sanitária. Entre os principais movimentos está uma parceria com o Sebrae, que tem colocado em prática um processo de fiscalização e certificação de espaços de seguros. 

 

”Estamos em uma etapa de retomada gradual das atividades, fazendo a certificação dos estabelecimentos. Queremos transmitir segurança, para que as pessoas voltem a viajar sem desconfiança e saibam que, aqui em Foz do Iguaçu, nós estamos adotando todos os cuidados”, explica  Gilmar Piolla.

 

O Complexo Dreams Park Show é um dos empreendimentos que recebeu a certificação. Reaberto em 1º de agosto, vários pontos do complexo passaram por mudanças para atender às novas diretrizes. ”Além das recomendações básicas, como aferição de temperatura, criação de suspensórios de álcool gel, exigência de máscara, distanciamento e espaços para higienização, a equipe do Sebrae identificou pontos específicos do atrativo. Por exemplo, a retirada de cortinas de pano, a restrição de pessoas e a retirada de bancos internos para que as pessoas não se aglomerem”, explica Haito.

turismo local O Vale dos Dinossauros, assim como os demais espaços do Complexo Dreams Park Show, em Foz do Iguaçu, reabriu com certificação sanitária. Foto: Christian Rizzi[/caption]

A fiscalização visa certificar mais de 300 estabelecimentos, entre atrativos turísticos, hotéis, restaurantes e mais. Vigilância, cuidado e atenção são os pilares do novo modus operanti de Foz do Iguaçu. ”Queremos ter uma reputação exemplar. A tendência é sermos ainda melhores e receber mais gente. Mas não receber mais gente para ser melhor”, pontua Paula.

Gostou desse conteúdo? Assine a nossa newsletter semanal e fique por dentro das novidades do mercado!

Artigos relacionados

0 respostas para “Feriado prolongado: é a vez do turismo local”

Deixe uma resposta