Menu Busca

Economia e Setores

OSCs do PR têm espaço em programação da RPC com o “Publicidade Social”

Projeto disponibiliza espaços para veiculação de campanhas e peças publicitárias de cunho e interesse social; interessados precisam estar cadastrados no Programa Impulso

O ano de 2020 tem sido desafiador para diversas empresas, principalmente no aspecto econômico. Para as Organizações de Sociedade Civil (OSCs), não é diferente: diversas organizações que atendem a população mais vulnerável também foram bastante afetadas, com a redução de doações e escassez de recursos fundamentais para que continuem auxiliando os que mais precisam.

De acordo com pesquisas realizadas ao longo do ano pelo Programa Impulso que verificaram o cenário do Terceiro Setor no Paraná, 35% das organizações precisaram interromper definitivamente suas atividades, e 27% ainda estão na iminência de fechar as portas nos próximos três meses se a situação não melhorar.

A RPC sempre apoiou as organizações sociais, e desde 2016 faz isso por meio do Programa Impulso e de diversas campanhas e iniciativas de fortalecimento do Terceiro Setor. Uma dessas iniciativas é o projeto Publicidade Social, operacionalizado com a ajuda do Instituto GRPCOM, que disponibiliza espaços para veiculação de campanhas e peças publicitárias de cunho e interesse social.

Visibilidade ampliada para áreas carentes em Educação e Saúde

 

“A participação da Fepe no Projeto de Publicidade Social foi extremamente benéfica para a instituição”, conta Alexandro Luiz Barbosa, Presidente da Fepe (Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional), de Curitiba. “Graças a isso, foi possível ampliar a visibilidade dos trabalhos realizados nas áreas de educação, saúde e inclusão da pessoa com deficiência intelectual, bem como na área de triagem neonatal”.  

O impacto positivo com as divulgações proporcionou um aumento de visualizações e engajamento nas redes sociais, bem como a captação de novos parceiros e apoiadores para a Fepe. Situação semelhante que ocorreu no Lar Escola da Criança de Maringá. Com a inserção midiática, a ONG passou a ter uma notoriedade maior na cidade. “Ao fazermos abordagem pedindo doações, as portas se abrem mais facilmente, pois as pessoas ‘já ouviram falar de nós”, conta Janaína Ramos Ferreira, voluntária da associação.

“Esse trabalho é de suma importância para as organizações que, geralmente, não têm recursos para divulgar suas ações num veículo como a televisão”, enaltece Anna Thaís Fuck, da Associação São Roque, em Piraquara.  

Associação São Roque teve sua publicidade veiculada mostrando como o ensino da arte, mais especificamente música e literatura, tem um poder transformador na vida das crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social e risco na Comunidade do Guarituba, em Piraquara.

Comunicação e marketing em prol das causas sociais 

 

Para Pricila de Paula Ribas, gestora do projeto Publicidade Social a oportunidade dada a essas organizações ajuda a sensibilizar a população para as causas em que atuam. Mais que isso: possibilita uma reflexão mais ampla sobre o papel da comunicação e da publicidade para ajudar essas organizações a ampliarem ainda mais seu impacto social.

“É um projeto muito relevante para o Terceiro Setor e para a sociedade em geral, pois coloca em pauta temas socialmente relevantes e de interesse público”, afirma Pricila. 

Voz e importância à vida dos paranaenses em necessidade

Dar visibilidade e gerar conhecimento de ações que preenchem um espaço vital na sociedade, que nem sempre poder público e privado conseguem absorver, é também um dos papéis do projeto Publicidade Social. É a avaliação de Marcelo Dias Lopes, diretor de programação da RPC.

“Faz parte da nossa missão dar voz a iniciativas como essas”, reflete Lopes. “Avalio ser de extrema importância projetos como os que temos apoiado. É de vital importância para tanta gente e para tantos paranaenses.” 

Como participar do Publicidade Social

Para participar, a organização social precisa estar cadastrada no Programa Impulso. Todos os pedidos devem ser encaminhados ao Instituto GRPCOM por meio de um formulário de requerimento. É imprescindível que o pedido apresente todas as informações solicitadas, além de outras que sejam relevantes para a apreciação que será feita pela equipe por um comitê aprovador.

Os pedidos submetidos através do formulário serão analisados e as organizações serão informadas, em até 30 dias, sobre a aprovação. Se a solicitação for aprovada, a organização terá um prazo para entregar o material produzido, para veiculação na mídia solicitada.

Busca informações, oportunidades, insights e soluções de comunicação no Paraná?
Fale com a gente ou escreva para mktcomunicacao@rpc.com.br

Leia mais:

 

Cadeia de Negócios: pandemia exigiu reação rápida e busca por alternativas

 

 

Artigos relacionados

0 respostas para “OSCs do PR têm espaço em programação da RPC com o “Publicidade Social””

Deixe uma resposta