Menu Busca

Comportamento

Responsabilidade social nas empresas: o valor do investimento na comunidade

O Compromisso com a sociedade é um dos valores que orientam a RPC. Por meio do Instituto GRPCOM o grupo atua na transformação da comunidade paranaense.

 A responsabilidade social corporativa é uma das práticas mais efetivas quando se fala da construção de marcas fortes e reconhecidas pelo público consumidor. Não é à toa que se percebe um interesse cada vez maior, por parte das empresas, em abraçar causas e agir em prol de um propósito, divulgando suas ações socialmente responsáveis. 

Há mais de 13 anos o projeto Televisando promove ações de cidadania e apoio à educação pública do Paraná. Imagem: divulgação.

O desenvolvimento e fortalecimento da sociedade são destacados como um dever das empresas, segundo Michael Porter, renomado professor de Harvard e guru de administradores e economistas de todo o mundo, criador do Índice de Progresso Social (IPS). 

Essa “cidadania empresarial” está no DNA da RPC e já é exercida desde a sua existência, pois um dos valores que orienta a emissora é justamente estar a serviço da sociedade.

“Nosso compromisso com a sociedade está na linha editorial dos telejornais, no entretenimento, na atenção e parceria com nossos anunciantes, telespectadores e parceiros, e também nos nossos projetos de apoio à educação pública e às ONGs de todo o estado”, diz Eduardo Boschetti, Diretor Geral da RPC no Paraná.

 

 

 

Consumo com propósito é tendência no mercado

Um estudo da consultoria Trendwatching indica que o “consumo com propósito” é uma das principais tendências vigentes no mercado atual. De acordo com o relatório “The Future of Purpose”, os consumidores estão mais dispostos a se relacionar com empresas que estejam engajadas em alguma causa. 

Essa tendência também está presente entre as novas gerações. Segundo uma pesquisa global da Deloitte a “Millennial Survey 2020—, cada vez mais o público jovem está atento às marcas que investem em causas sociais e que estão preocupadas com a melhoria das suas comunidades. 

Dessa forma, estar em conformidade com as premissas da responsabilidade social, olhar para as necessidades e expectativas de seus públicos (interno, externo, fornecedores, clientes, comunidade etc) e promover ações que gerem impacto social, passaram a ser elementos importantes para o desenvolvimento de negócios de sucesso. 

Para a superintendente do Instituto GRPCOM, Ana Gabriela Simões Borges (que também coordena a Rede de Investidores Sociais de Curitiba e Região – RIS), não há dúvidas de que a atuação socialmente responsável, que antes era uma tendência, veio para ficar.

“Percebemos um número cada vez maior de empresas preocupadas em gerar valor para sua marca, imagem e consolidar sua reputação. Essas empresas entenderam seu papel na sociedade e têm trabalhado com esse foco, não só para obter um diferencial competitivo, mas para, de fato, exercer sua cidadania empresarial”.  

 

 

 

 

A RPC e o impacto social em 2020 

Em 2020, diante do cenário imposto pela pandemia, a RPC não mediu esforços para atuar em prol da comunidade paranaense. Com projetos nas áreas de educação e do terceiro setor, esteve à frente de iniciativas que buscaram impactar positivamente a vida das pessoas diante de um ano com tantos desafios. 

O momento pedia atenção à população mais vulnerável e, em conjunto com vários parceiros, a RPC encabeçou diversas iniciativas para fazer a diferença na vida das pessoas. A campanha “Juntos pelo Bem” foi uma delas e ajudou a matar a fome de mais de 135 mil pessoas. Só em campanhas veiculadas na programação da emissora, foram mais de R$ 10 milhões em mídia doada para instituições sociais e suas causas. 

Em um ano particularmente difícil para a educação, a RPC, por meio de seus projetos Televisando e RPC Game, conseguiu impactar professores, jovens e adultos de mais de 227 cidades do Paraná. Apenas nas formações promovidas para professores, foram mais de 120 mil pessoas conectadas, em aulas a distância assistidas por todo o país.  

No vídeo abaixo, o Instituto GRPCOM, braço social e parceiro da RPC, apresenta o impacto causado pelas ações promovidas no último ano. Confira:

Comunicação a serviço da sociedade 

A RPC também abriu espaço na programação e no jornalismo diário para divulgar inúmeras ações do bem, além de incentivar o público a se engajar em causas que fazem a diferença na sociedade. Nesse sentido, os temas relacionados ao terceiro setor e à educação estiveram muito presentes na tela dos paranaenses.

Homenagem da RPC aos profissionais da educação no dia dos professores. Imagem: divulgação.

Para Luciane Marangoni, diretora de jornalismo da RPC, mostrar os professores nos telejornais foi emocionante:

“Entendemos que os educadores tiveram um desafio ainda maior no perturbador 2020:  o de superar o vazio das salas de aula, o repentino afastamento das turmas e continuar, de alguma forma, ensinando e motivando! Abrir espaço na nossa tela para homenagear professores que fizeram a diferença na vida de tantas famílias foi emocionante e uma honra pra gente”.

 

 

Ela também ressalta a diferença que um professor pode fazer na vida de todas as pessoas: “Recebemos centenas de mensagens e de vídeos. Como disse a professora Neiva Chevonica,  em uma das nossas reportagens: ‘Todas as outras profissões partem da nossa. Nós começamos tudo.’”

Essas ações deixam transparecer os valores e o compromisso da emissora com o Paraná, além de permitirem o estreitamento dos vínculos entre a RPC e os diferentes setores da sociedade. Atuar de forma socialmente responsável tem o poder de estimular o desenvolvimento sustentável e impactar de forma positiva muitas vidas, trazendo, como consequência, uma grande valorização para qualquer marca. 

Quer ver sua marca na RPC? Anuncie com a gente!

 

Leia Mais

Conheça 5 iniciativas do bem que fizeram a diferença em 2020

RPC recebe selo de empresa comprometida com o desenvolvimento sustentável

 

Artigos relacionados

0 respostas para “Responsabilidade social nas empresas: o valor do investimento na comunidade”

Deixe uma resposta