Menu Busca

Economia e Setores

Pessoas com mais de 60 anos são oportunidade para negócios no Paraná

Faixa etária movimentou R$ 1,8 trilhão no Brasil em 2020 e ainda tem muitas demandas a serem supridas, aponta especialista

O envelhecimento da população foi identificado pela ONU (Organização das Nações Unidas) como uma das quatro megatendências para o século. No Brasil, as projeções indicam que o país será, em 2050, o 6º com maior número de pessoas com mais de 60 anos de idade no mundo.

Segundo dados do IBGE, os estados do Sul do Brasil são os que tem as pessoas com expectativa de vida mais longa: o Paraná tem uma média de 74,1 anos, enquanto a média nacional é de 72,7 anos. São dados importantes que sinalizam oportunidades para os negócios com o público dessa faixa etária.

Em termos de mercado, o grupo de pessoas com mais de 50 anos de idade é o que mais cresce no Brasil e nos países desenvolvidos. São pessoas maduras vivendo vidas mais longas, mais saudáveis e mais produtivas.

“Seu consumo vai muito além de gastos com saúde”, pondera Bete Marin, empreendedora serial na economia prateada e cofundadora da empresa de Marketing Hype50+. “Cada vez mais, eles viajam, investem, consomem, se movimentam, empreendem e voltam às salas de aula. Os maduros têm feito todas essas compras, inclusive, pela internet”.

 

Um negócio de R$ 1,8 trilhão no Brasil

 

A Hype50+ é uma empresa de marketing especializado no público maduro, fundada em 2016 por Bete Marin, Layla Vallias e que, atualmente, também conta com a sócia Cléa Klouri. Atuam em três áreas de negócios: Insights 50+, que oferece estudos e pesquisas; consultoria, que ajuda as empresas a desenvolverem produtos e serviços; e comunicação com a agência digital MV Marketing e a Silver Makers, agência de influenciadores maduros.

A “economia prateada” – soma de produtos e serviços que atendem as pessoas com mais de 50 anos – movimentou, apenas em 2020, segundo a Harvard Business Review, R$ 1,8 trilhão.

“Apesar de terem dinheiro e vontade de consumir, 4 em cada 10 brasileiros 55+ reclamam: ‘faltam produtos e serviços que satisfaçam minhas demandas’”, revela Bete. “A invisibilidade dos maduros é visível nas campanhas e nos materiais de ponto de venda. Você, por exemplo, já encontrou foto de maduros nas lojas de e-commerce? E atendimento no ponto de venda? Já parou para pensar sobre as informações com letras minúsculas nos rótulos dos produtos e nos cardápios dos restaurantes, por exemplo?”

 

Mudanças pós-pandemia

 

Para a empreendedora, foram as transformações dos últimos dois anos que contribuíram para a rápida movimentação das empresas para atender o mercado prateado.

 

“No nosso portfólio de serviços, atendemos as empresas que estão em estágio inicial, ou seja, que ainda não têm produtos que atendem às demandas dos prateados, bem como as empresas que precisam de algum aprimoramento e empresas que só precisam de marketing especializado. As maiores demandas que estamos recebendo são das empresas com soluções digitais, principalmente as startups que conseguiram rapidez no desenvolvimento de seu negócio, oferecendo um mix de serviços que vão desde saúde e bem-estar até soluções para conforto e segurança em moradias”.

 

Em segundo lugar, complementa, vem as empresas do mercado imobiliário que começaram absorver a diversidade de ofertas para atender o mercado brasileiro, inclusive com boa movimentação no Paraná. Em terceiro lugar, o mercado de alimentação, que encontra muitas oportunidades para aprimorar seus produtos e desenvolver estratégias de marketing que promovam inclusão e respeito à diversidade deste público.

 

Boas práticas para comunicação 50+

 

Pensando em como estimular a evolução acelerada da comunicação para este tipo de público, a agência digital do Hype50+, a MV Marketing, desenvolveu um manual de boas práticas de comunicação para este público. Bete resumiu o material em 5 mandamentos, que estão logo abaixo:

1- Analise o perfil demográfico do consumidor da sua empresa. Calcule qual o percentual de 50+ e 60+;

2- Estude e entenda a diversidade do seu público maduro. Você vai se surpreender e mudar alguns paradigmas. Estes insights devem ser divididos entre as equipes que têm algum contato com clientes;

3- Invista em conteúdo de valor para a faixa etária;

4- Aprenda e aplique design e usabilidade inclusiva;

5- Dê voz e representatividade aos maduros. E, por fim: trate-os com respeito e igualdade, lembrando sempre que ele é uma pessoa vivida e com orgulho da individualidade que conquistou.

 

Mercado de alimentação e saúde são as apostas para 2022

 

Bete revela que o mercado de alimentação e saúde – associado à prevenção – são a grande aposta para 2022 no público prateado. Isso porque corresponde a uma das maiores despesas e possui muita demanda e pouca oferta no Brasil.

“Atualmente, temos poucas empresas com produtos direcionados para este público, como por exemplo produtos funcionais  e com menos teores de sódio, gorduras saturadas e/ou açúcares adicionado, bem como as respectivas informações em suas embalagens”, aponta.

 

Apreço do público com mais de 60 anos por seguro de vida

 

Gerente Regional Oeste PR/SC da Sancor Seguros, Vanessa C. Fruehauf Tavares contou ao De Olho No Mercado algumas das tendências de consumo do público 60 anos ou mais nesse segmento.

Atualmente a 7ª maior seguradora do Brasil em prêmio emitido, a Sancor tem como perspectivas para 2022 aumentar o oferecimento de proteção pessoal e patrimonial aos segurados. Mesmo com o desafio de retomada em meio ao pós-pandemia, a seguradora está otimista para o ano.

“Em relação a seguro de vida individual, temos aceitação para público até 64 anos de idade, sendo morte qualquer causa (natural + acidental) seguro acidentes pessoais individual ( morte acidental ) com aceitação para vidas até 70 anos”, detalha Vanessa. “Sobre seguro automóvel, estatisticamente condutores acima de 60 anos são pessoas mais conscientes no trânsito, além de vida financeira mais estável”.

O público da Região Sul é o maior da Sancor, mas a empresa se mantém atenta a outras regiões do território nacional. Para isso, está atenta às tendências e observa um hábito do público acima de 60 anos ainda de optar pelo pagamento de boleto impresso, mas com uma tendência de migração para o digital cada vez mais intensa.

 

“Na Sancor, atuamos com o APP Digital com seguro residencial fácil, empresarial fácil, vida individual e acidentes pessoais premiado com limite de idade 60 anos. Porém, o diferencial aqui está na agilidade na emissão: a apólice é emitida em 3 minutos e é possível pagar no cartão de crédito ou débito. Isso traz comodidade para nosso segurado, sem necessidade de aguardar emissão da apólice”.

 

 

Qual a sua estratégia para trabalhar as oportunidades na faixa etária acima de 60 anos de idade? Conte sua história pra gente!

 

Leia mais:

 

Propaganda em 2022: agências paranaenses falam sobre novidades e tendências

Artigos relacionados

0 respostas para “Pessoas com mais de 60 anos são oportunidade para negócios no Paraná”

Deixe uma resposta