Menu Busca

Economia e Setores

De Olho na Tríplice Fronteira: evento em Foz discute os negócios na região

Com cerca de 260 mil habitantes, Foz do Iguaçu tem uma característica especial para os negócios: faz parte da Tríplice Fronteira, junto com Puerto Iguazú e Ciudad del Este. Para falar sobre o desenvolvimento da região e as possibilidades de negócios em um "mercado sem fronteiras", convidamos profissionais dos três países para um bate-papo. O evento aconteceu no dia 4 de abril, na nossa sede em Foz. Vamos juntos conferir como foi?

Centro econômico e turístico do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu é bastante conhecida pelas belezas naturais que abriga.  Ainda que o turismo seja um importante pilar econômico da região, Foz também é um pólo de negócios, com oportunidades para diversos segmentos. O motivo? A cidade faz parte da Tríplice Fronteira, junto com Puerto Iguazú (Argentina) e Ciudad del Este (Paraguai). Três cidades, três países, três nacionalidades: já imaginou quantos negócios esta combinação pode gerar?

Oportunidades muito além das belezas naturais

Para discutir as possibilidades deste triplo mercado, promovemos o bate-papo“Tríplice Fronteira: um mercado sem fronteiras”, realizado na nossa sede em Foz na noite do dia 4 de abril. Clientes, agências e produtoras participaram do encontro, que trouxe perspectivas para os próximos anos e a experiência de profissionais dos três países: Jorge Florentin, presidente do CODESPI – Conselho de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental de Puerto Iguazú e Vice Presidente da Câmara do Comércio de Puerto Iguazú; Natalia Ramirez Chan, Presidente da Associação de Planejamento e Desenvolvimento de Ciudad del Este e Mauro Strey Kramer, Gerente Comercial da Frimesa Cooperativa Central .

RPC_Triplice Fronteira_participantes
Participantes do bate-papo “Tríplice Fronteira: um mercado sem fronteiras”, realizado na RPC em Foz do Iguaçu

Separamos os principais highlights trazidos pelos profissionais. Eles falaram sobre o desenvolvimento de suas cidades e sobre a força  que os três países têm juntos, seja para superar dificuldades ou para compartilhar oportunidades .

Jorge Florentin, de Puerto Iguazú (Argentina), fala sobre a parceria entre os países para desenvolver a região.

“Os negócios na nossa cidade começaram a crescer bastante nos anos 80. Esta é a posição de Puerto Iguazú na Argentina, uma cidade de fronteira com características comerciais com países vizinhos como o Brasil. De lá pra cá mudamos bastante, hoje temos uma visão muito mais turística. A sociedade também foi se adaptando e hoje temos várias instituições que ajudam a desenvolver os negócios na Tríplice Fronteira.”

Mauro Strey Kramer comenta a manutenção dos investimentos da Frimesa nos dois últimos anos e destaca que é preciso olhar para o futuro dos negócios com otimismo.

“Mantivemos os investimentos mesmo em um período de crise porque temos expectativas positivas em relação ao futuro. Começamos a ter sinais de que a economia está saindo do período mais difícil. Há pelo menos três variáveis que consideramos para o cenário econômico melhorar: taxa de juros, investimentos e índice de emprego. Mais do que vender produtos, precisamos ser otimistas para fomentar os negócios na nossa região.”

Natalia Ramirez Chan comenta o desenvolvimento da cidade paraguaia que compõe a Tríplice Fronteira e  também destaca a importância da união entre os três países.

“Ciudad Del Este depende muito desta relação entre os três países. Nossa cidade está crescendo em vários setores. Temos universidades que estão se desenvolvendo, com  alunos do Brasil, Argentina e Paraguai. Várias indústrias estão se instalando em Ciudad Del Este, sendo que 90% delas são brasileiras. O Brasil é um país que contribui muito para o nosso desenvolvimento. O setor imobiliário também está crescendo:  somos acostumados a morar em casas e agora há uma nova demanda por apartamentos, que está aquecendo este setor. Há também um crescimento em turismo e gastronomia.”

 

RPC_Triplice Fronteira_Caroline Carvalho Bueno_Gerente Regional Foz do IguaçuNossa gerente geral de Foz do Iguaçu, Caroline Bueno, também foi uma das painelistas. Além de trazer informações complementares  sobre oportunidades em Foz do Iguaçu, Caroline reforçou a importância de iniciativas como esta para os negócios.

“Nós temos um compromisso com o mercado paranaense. Faz parte da missão do grupo GRPCOM desenvolver a nossa terra e a nossa gente. Encontros como este são muito importantes. É o momento que temos para discutir localmente temas  de relevância para a nossa região, que podem ser transformadores para o mercado. Não poderíamos escolher outro que não fosse a Tríplice Fronteira. ”

Em breve vamos trazer dados e informações setoriais sobre todas as oportunidades que a Tríplice Fronteira oferece. Fique com a gente!

Vamos juntos desenvolver o Paraná! #DeOlhoNoMercadoRPC

 

Artigos relacionados

2 respostas para “De Olho na Tríplice Fronteira: evento em Foz discute os negócios na região”

  1. Caroline says:

    A matéria ficou ótima! Retratou muito bem o encontro especial que tivemos aqui em Foz na última terça-feira. Parabéns e obrigada equipe do “De Olho”!

Deixe uma resposta