Menu Busca

Economia e Setores

Um ano de muito trabalho! Indústria de transformação gera mais empregos no Paraná

A menos de um mês do Dia do Trabalho, o setor industrial do Paraná comemora novas conquistas. Com alta nos empregos gerados nos últimos meses, empresários e trabalhadores comemoram o Dia do Trabalho projetando ainda mais avanços. Vamos juntos entender o panorama dos empregos no nosso estado?

Estamos a menos de um mês do Dia do Trabalho, celebrado em 1º maio. A data será de comemoração com ares de alívio para os brasileiros; em especial, para os paranaenses. Os indicativos de melhoria na geração de empregos, que foram sentidos no último trimestre de 2017, têm se confirmado nos primeiro meses de 2018.

Segundo as primeiras análises divulgadas pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho, o Brasil criou 61.188 postos de trabalho em fevereiro de 2018. O número é superior aos 35 mil empregos gerados em fevereiro do ano passado. É o melhor resultado para o período desde 2014. A indústria de transformação foi o segundo setor com melhores resultados. Abriu 17.363 postos de trabalho, um acréscimo de 0,24% em relação a janeiro.

Indústria de transformação contribui com os bons resultados do Paraná

Aqui no Paraná, segundo dados divulgados pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), a alta nos empregos vem após quatro anos de perda. “Foram criados 7,4 mil empregos nas indústrias de transformação.  O setor totalizou 604 mil postos de trabalho em 2017. Isso representa um leve aumento, de 1,2%, em relação a 2016”, aponta Edson Campagnolo, presidente da FIEP.

Em comparação com outros estados, a indústria de transformação do Paraná ficou em segundo lugar no número de empregos no ano passado.  Perde apena para Santa Catarina, mas tem resultado muito superior a estados como o Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo.

Do alimento ao carro: veja setores da indústria que têm aumentado geração de empregos

Dentro dos subsetores da indústria da transformação, o setor de produtos alimentícios teve crescimento de 3.480 vagas. Isso deve-se principalmente à boa safra e ao aumento de exportações. A fabricação e montagem de veículos automotores, reboques e carrocerias teve um aumento de 2.429 empregos, gerados pelo aumento das exportações e pela recuperação do mercado interno.

Já o setor de confecção de artigos do vestuário e acessórios teve uma alta modesta, com pouco mais de 350 novos empregos. O resultado aponta a recuperação do setor. “É interessante destacar que esse setor é importante pois emprega principalmente mulheres. Muitas delas são responsáveis por garantir a renda familiar”, ressalta Campagnolo.

Outro fator importante para a retomada dos empregos é a educação. Paranaenses com ensino médio ou superior completo foram os que mais conseguiram se recolocar em 2017. Na indústria, é o sinal dos novos tempos. Capacitação e qualificação para operar máquinas mais sofisticadas somam-se à educação para gerir processos  em um mercado mais competitivo.

Segundo Campagnolo, há uma retomada mais acentuada de investimentos por parte de algumas indústrias. Isso mostra que o Paraná continua sendo atrativo para investimentos, o que se reverte em mais empregos. “Ainda temos um longo caminho pela frente para recuperar as perdas causadas pela crise dos últimos anos. Mas a tendência é que a partir de agora o Paraná e o Brasil entrem em um ciclo de recuperação econômica”, finaliza.

Vamos juntos celebrar o Dia do Trabalho com mais empregos? #DeOlhoNoMercadoRPC

 

Artigos relacionados

0 respostas para “Um ano de muito trabalho! Indústria de transformação gera mais empregos no Paraná”

Deixe uma resposta