Menu Busca

Conteúdo

Mais Idade discute representatividade do público 60+

Falar sobre o público 60+ saiba como foi a apresentação do estudo da Flávia Toledo, gerente de pesquisa de comportamento da Globo sobre esse público.

A RPC – em parceria com a Rede Globo – reuniu no último dia 30, agências, anunciantes e executivos para falar sobre os consumidores brasileiros com mais de 60 anos.  Chamado de Mais Idade, o evento mostrou dados importantes sobre o público 60+, suas necessidades e percepções. A apresentação dos dados foi comandada por Flávia Toledo, gerente de pesquisa de comportamento da Globo. Para ela, um tema como esse tem urgência em ser debatido.

De acordo com os dados da Globo, o consumidor maduro movimenta cerca de R$ 1,8 trilhão por ano.  Ele é o centro da economia familiar e provedor não apenas das necessidades básicas, mas também da realização dos “sonhos” de suas famílias.

As informações apontam para oportunidade de negócios como, por exemplo, no ponto de venda. Para 57% desse público ir ao mercado é como fazer um passeio, e 49% deles relaciona compras a prazer. Segundo a pesquisa, dentre as 250 maiores empresas de bens de consumo do mundo, 37 estão no Brasil com a venda de produtos no autosserviço, e apenas cinco produtos desse universo são voltados exclusivamente para o público de 60 anos ou mais.

Além de dados da pesquisa, o evento também levou ao público debate mediado pela jornalista Daiane Fardin com o a coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda na UP, Christiane Monteiro; a cofundadora do Hype 60+ e especialista em economia prateada, Layla Vallias; e a própria Flávia Toledo. Eles discutiram temas como a aceitação da velhice, as diferenças entre as múltiplas gerações que compõem a “população idosa”, as diferenças da idade de acordo com cada gênero, a invisibilidade social e liberdade e autonomia.

Novos projetos

A receptividade do público ao Mais Idade está surpreendendo. Flávia conta que já há projetos em andamento para abordar e inserir o público 60+ na publicidade. “Nosso mindset está voltado para parcerias. Queremos dividir conhecimento e cocriar novos projetos e ações. E isso já está acontecendo”, afirma Flávia.

Essa troca deve levar ao mercado, principalmente aos anunciantes e agências, um insight, uma tendência, um tema que pode vir a ser uma oportunidade de negócio. “Mais do que negócios, estamos pensando também em representatividade. Falar com quem não se sente atendido pela mídia hoje. É um novo tempo de reflexão e provocação”, completa Flávia.

E você já está pensando como está representando ou se referindo a este público nas suas campanhas?

Preparamos um E-BOOK com informações sobre o público 60+ que vive no Paraná para te inspirar.

BAIXE E-BOOK

E conte com a gente sempre com a gente pensarmos juntos em soluções para o seu momento:  informações@rpc.com.br

Leia mais em:

RPC promove a palestra Mais Idade, com Flavia Toledo da TV Globo

Acompanhe a home da RPC e nossas redes sociais: Fan pageTwitter Instagram.

Quer estar por dentro das nossa programação? Baixe o aplicativo da RPC

Artigos relacionados

0 respostas para “Mais Idade discute representatividade do público 60+”

Deixe uma resposta