Menu Busca

Comportamento

Paraná ocupa a 4ª posição em consumo nos supermercados

Uma pesquisa relacionada ao setor supermercadista do Kantar IBOPE Media, encomendada pela RPC, mostra que o paranaense possui uma forte ligação com os supermercados.

Uma pesquisa relacionada ao setor supermercadista do Kantar IBOPE Media, encomendada pela RPC, mostra que o paranaense possui uma forte ligação com os supermercados. Ela aponta, ainda, que existe um potencial enorme para ser explorado pelas empresas do segmento. O gasto mensal coloca o Paraná na 4ª posição em consumo nos supermercados. O potencial mensal é de R$ 2.437 com alimentação no domicílio, bebidas, artigos de limpeza e higiene e cuidados pessoais.

Curitiba é a terceira capital do Brasil com o maior percentual de pessoas que declararam ir ao super/hipermercado no último mês, atrás apenas de Brasília e Rio de Janeiro. Segundo a pesquisa, 95% foram ao super/hipermercado, 5% a mais do que em 2014, o que demonstra que cada vez mais as pessoas vão ao supermercado. A média brasileira é de 91%.

Segundo a pesquisa, 5 em cada 10 pessoas foram a um único supermercado. A frequência de visitas também é alta, ficando entre 3 e 5 vezes. E essas visitas não possuem dia certo para acontecer, já que 47% relatou não ter preferência por um dia específico. “Este dado reflete na estratégia de estar sempre presente na memória do consumidor, pois a qualquer momento tem um consumidor decidindo onde ir”, avalia Kise Basso, gerente de marketing da RPC.

Crescimento no Paraná

Em um balanço do primeiro semestre deste ano, Pedro Joanir Zonta, presidente da Associação Paranaense de Supermercados (Apras) destaca que, mesmo em meio a uma economia conturbada, os investimentos continuam acontecendo. E a concorrência segue acirrada. Neste primeiro semestre setor de consumo nos supermercados acumulou crescimento de 2,39% nas vendas até maio (deflacionadas pelo IPCA/IBGE), de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS). “No Paraná, são aproximadamente de 10 a 15 hipermercados novos por ano. Os investimentos são de R$30 à R$50 milhões cada loja. E os supermercados menores continuam com as suas reformas”, ressalta Zonta.

              “Isso começa com a reforma da Previdência. Ela abrirá caminho para outras reformas e marcará o início de um novo ciclo para o Brasil”, declara o empresário.

 

Comportamento do consumidor

Com o objetivo de entender quem é o consumidor dos seus clientes, para fornecer a melhor solução em comunicação de acordo com o momento em que estejam, a RPC investe constantemente em pesquisa. “Uma pesquisa como essa de consumo nos supermercados,  ajuda o anunciante a entender o seu consumidor e como “falar” de forma mais assertiva com ele. Oferecer esse suporte está na missão da empresa, que vai muito além de vender mídia”, afirma Kise Basso.

A partir dos dados levantados nas pesquisas, é possível analisar qual a melhor estratégia – TV, WEB, projeto especial ou integrando todas essas soluções da RPC.

Se você quer informações, insights, palestras, soluções de mercado da sua região do Paraná, fale com a gente:  informações@rpc.com.br

Preparativos para o fim do ano

O final do ano sempre gera esperança para o comércio. De acordo com a Apras, as vendas crescem em média 30% em relação aos outros períodos. A expectativa é que a confiança dos consumidores melhore, o PIB cresça de forma mais consistente e o desemprego diminua. Com o aumento nas vendas, os supermercados vão precisar de mais colaboradores. A previsão de novas contratações em funções temporárias deve ser entre 1% e 2%.

Conheça mais sobre o crescimento de vendas no final do ano:

Um brinde às vendas: comércio de bebidas e cestas preparado para as festas

TV ajuda no aumento das vendas

A Neustar, empresa norte-americana, realizou um estudo patrocinado pela Horizon Media e pela Turner. A principal descoberta do estudo foi que o investimento em TV continua trazendo grandes resultados. A cada dólar investido, a alavancagem de vendas pode se multiplicar por sete. Um número que inclui conversão em vendas, novos consumidores e fortalecimento de marca. Confira mais esses dados aqui e veja como a TV pode fazer uma enorme diferença em suas venda no segundo semestre.

Artigos relacionados

0 respostas para “Paraná ocupa a 4ª posição em consumo nos supermercados”

Deixe uma resposta