Menu Busca

Economia e Setores

RD Summit – A Era da Voz

Confira o assunto mais provocador do primeiro dia de evento.

O RD Summit reuniu milhares de participante em uma estrutura capaz de deixar até os mais antenados de boca aberta. A edição 2019 do evento traz, além de muito conteúdo, uma série de oportunidades de negócios e networking. No primeiro dia do evento, além de muita animação dos participantes, um tema provocou: seria esse o novo tempo da VOZ?

O talk com Edney Souza, mais conhecido como Interney, trouxe um novo panorama sobre o fim da Era dos Likes. “Também chamada de era da exposição, a busca desenfreada por likes era uma forma egocêntrica de se posicionar. Mas as curtidas estão sumindo das plataformas, como o que aconteceu no Instagram. No Facebook, também estão sendo feitos testes para acabar com os likes. E o popular WhatsApp nunca nem chegou a ter essa função”, conta o especialista, que foi categórico em afirmar que like não paga a conta, nem gera awareness. “É uma métrica morta”, sentencia.

Enquanto os likes caem em desuso, as pessoas se interessam, cada vez mais, por mensagens privadas. O número de grupos cresce exponencialmente. E muitas discussões estão mudando para o privado, tanto nas conversas entre pessoas, quanto em grupos fechados. Diante disso, algumas marcas estabeleceram comunidades para falar com seus fãs. Elas perceberam que, em plataformas como essas, é possível criar um relacionamento mais próximo com as pessoas.  

RD Summit
Tópico da palestra de Interney no RD Summit 2019

RD Summit: voz no comando

Hoje, 34% dos brasileiros já usam comandos por voz e o português é o segundo idioma usando o formato. Nos Estados Unidos, 30% das residências já contam com assistente de voz, como Alexa, Google Assistant e Siri. Para Interney, essa é a nossa interface natural, o que torna qualquer produto que use voz mais amigável e inclusivo. Ele lista aqui as principais vantagens:

  • A voz permite ficar com as mãos livres;
  • Permite comandar casas inteligentes;
  • É mais inclusiva para pessoas com deficiência visual, com dificuldades motoras ou analfabetos (tanto adultos quanto crianças);
  • É mais  aceita socialmente. Quando se fala com o assistente de voz, todos ouvem, tanto a pergunta quanto a resposta. É algo que integra as pessoas.

Mas, como otimizar conteúdos para esse formato? O especialista sugere pensar em conteúdo como serviço. Ou seja, entender o que o usuário está buscando. Veja um quadro da palestra com definição de algoritmos e métricas importantes:

RD Summit

Que tal repensar seus formatos de conteúdo e buscar se adaptar para essa nova realidade? Fale com a gente no informações@rpc.com.br e conheça alguns cases de sucesso que certamente vão ajudar sua empresa na conversão de venda.

Acompanhe a home da RPC e nossas redes sociais: Fan pageTwitter Instagram

Leia mais em

A hora e a vez dos podcasts

Artigos relacionados

0 respostas para “RD Summit – A Era da Voz”

Deixe uma resposta