Menu Busca

Inovação e Tendências

SXSW: Toda empresa precisa virar uma empresa de software

Talk no SXSW 2021 reuniu o CEO da Twilio, Jeff Lawson, e o VP & CTO da Amazon, Werner Vogels, para falar sobre transformação digital

VP & CTO da Amazon, Werner Vogels e CEO e cofundador da Twilio, Jeff Lawson no SXSW. Foto: Divulgação.

Você certamente já ouviu falar sobre transformação digital. De acordo com o Google Trends, no Brasil o termo sofreu uma crescente de buscas a partir de 2017, atingindo o pico em maio de 2020. Não à toa: estávamos no início da pandemia do novo coronavírus, que fez da digitalização de produtos e processos uma prioridade absoluta. Este novo contexto foi o mote para o painel “Every Company Needs to Become a Software Company” (Toda companhia precisa se tornar uma companhia de software), durante o primeiro dia do SXSW 2021. O evento de inovação e criatividade é realizado todos os anos em Austin, Estados Unidos, e, em 2021, acontece de forma 100% digital.  

A palestra reuniu o CEO e cofundador da Twilio, Jeff Lawson e o VP & CTO da Amazon, Werner Vogels. Juntos, debateram não só sobre o futuro, mas sobre as ações que devem ser implementadas agora por toda e qualquer empresa que deseje se manter competitiva: a digitalização. “Você precisa tornar-se digital porque, assim, pode servir melhor aos seus clientes”, afirma Vogels. O cliente deve estar, mais do que nunca, no centro do negócio — e a tecnologia, auxiliando todos os processos.

Go Digital. Mas como?

A tecnologia pode mediar os processos de uma empresa de ponta a ponta. Vai do app no celular do consumidor à cultura online first que norteia os escritórios remotos. É neste sentido que Lawson afirma que o software saiu do back office para estar presente em nosso cotidiano. Mas entre tantas opções para tornar-se digital, qual seria o primeiro passo? “Contratar um líder”, afirma o CEO da Twilio.

Lawson traz o exemplo da Domino’s que “passou de uma companhia de pizzas para uma companhia de tecnologia”. E o fez investindo em um líder que pudesse iniciar essa transformação digital. Tudo a partir de ideias que tivessem o objetivo de conectar o propósito da empresa com as necessidades dos clientes. No caso da Domino’s, a ideia transformadora foi: a marca queria ser a primeira opção gastronômica quando os pais, engolidos pela rotina, não pudessem pensar no jantar da família. “Eles queriam ser a opção para pais muito ocupados, no sinal vermelho [de trânsito]. E isso mudou toda a história da companhia”, conta Lawson. Assim, surgiram os pedidos de delivery por sms e todo um investimento tecnológico que colocou a companhia à frente de seus concorrentes.

Entre o cliente e os especialistas

“Quando uma empresa é pequena, você consegue pegar as ideias do cliente e transformar em códigos”, aponta Lawson. Mas à medida que a empresa cresce, também crescem as equipes. Neste cenário, a tendência de haver uma desconexão entre o propósito do negócio e os colaboradores é grande, aponta. Por isso, Lawson enfatiza a importância do gerente de produtos enquanto mediador. “Muitos gerentes internalizam seu papel como o de proteger o seu time das distrações do consumidor. Eu acho que os melhores gerentes são aqueles que enxergam o seu papel como facilitadores da conexão entre o time e o cliente”, afirma. Ainda que a empresa cresça, ela sempre deve focar em manter a proximidade com o consumidor, e cuidar para não isolar o time de especialistas da realidade dos clientes.

É neste sentido que Vogels e Lawson acreditam que ter equipes reduzidas é uma ótima estratégia. De acordo com os experts, em pequenas equipes é mais difícil haver baixo desempenho. “Não é justo, as pessoas têm altas expectativas em relação aos outros”, aponta Lawson. Em times pequenos, os colaboradores se sentem mais motivados e integrados, porque o líder está mais próximo, o que permite que as decisões sejam debatidas. Na área de tecnologia, apostar em vários pequenos grupos ao invés de uma grande equipe permite que haja mais pessoas engajadas e focadas em um propósito único. E, por fim, permite que várias ideias sejam testadas ao mesmo tempo.

 

“Outro conselho que eu dou é ter um mindset de experimentação”, afirma Lowel. “Ninguém sabe a resposta do que será a próxima grande coisa em tecnologia. Então o que você precisa ter são várias chances”.

 

Entre em nosso canal do WhatsApp e fique de olho todos os destaques do SXSW 2021!

 

Leia também:

<<< SXSW antecipa tendências para os próximos anos

<<< E-book traz destaques da maior feira do varejo, a NRF 2021 

<<< Novos unicórnios? Conheça 16 startups do Paraná para ficar de olho em 2021

 

Artigos relacionados

0 respostas para “SXSW: Toda empresa precisa virar uma empresa de software”

Deixe uma resposta