Menu Busca

LATAM 2021

Latam Retail Show: Projeções para o consumo pós-pandemia

Na sociedade 5.0, o consumidor adquire novos hábitos, é mais exigente por marcas sustentáveis e deve investir no cuidado pessoal

O clima é de retomada otimista no setor do varejo no pós-pandemia. É o que foi demonstrado nos três dias de programação do Latam Retail Show, de 14 a 16 de setembro. Os painéis abordaram avaliações e tendências de consumo no varejo, e alguns desenvolveram com profundidade a expectativa de retorno após a crise.

No primeiro dia, dois foram os painéis que apresentaram projeções para o cenário pós pandemia. O encontro “Consumo e o comportamento do consumidor no pós-pandemia” contou com representantes da Gouvêa Analytics, Fecomercio/SP, Bites e XP Inc. Também ocorreu o painel “Impactos no Consumo na Sociedade 5.0”, com apresentação da pesquisa “Sociedade 5.0: Tendências de Comportamento e Impactos no Futuro do Consumo”, apresentada pela Mosaiclab, e com gestores da Gouvêa Ecosystem, Whirlpool, Telhanorte Tumelero e McDonald’s.

Mudanças de mindset

Os dados revelam otimismo em todas as frentes, é o que destaca a sócia da Mosaiclab, Karen Cavalcanti.  Enquanto a classe mais baixa foi mais afetada pela crise, as classes médias e altas desenvolveram novos hábitos e experiências. Apesar disso, as projeções de consumo têm potencial de crescimento em todas as camadas sociais.

Mas o consumidor no pós pandemia não é o mesmo de anos anteriores. A pesquisa demonstra uma mudança de mindset na sociedade 5.0. No período de crise, determinadas experiências passaram a ser mais valorizadas, como o convívio com a família, a casa, o trabalho e a saúde mental, hábitos que devem permanecer.

É o que identifica também o presidente da Whirlpool, João Carlos Brega. “A tendência do consumo passa da simples posse das coisas, prioriza a experiência. Estar junto com as pessoas para um convívio nos ambientes da casa. É um processo de redescobrir o lar”, destaca. Por isso, afirma a necessidade de investimento nos produtos ligados ao ambiente doméstico.

Consumo consciente

A pesquisa “Sociedade 5.0” revela a preocupação do consumidor com a sustentabilidade. Foto: Reprodução

Ainda, o consumidor passa a ser mais engajado e exigente com questões ligadas à sustentabilidade, mais preocupado com energia renovável, desenvolvimento tecnológico, agricultura inteligente e consumo consciente.

Essa transformação recai sobre os valores e ações das marcas, que devem estar alinhados aos novos propósitos ambientais. “A sociedade 5.0 precisa de produtos e ações que colaborem com a sociedade e com o meio ambiente”, afirma Juliano Ohta, CEO da Telhanorte Tumelero.

Nesse sentido, Ohta destaca o compromisso ético das marcas que inspiram a confiança dos consumidores. A exigência da sociedade 5.0 é construída por valores que espelham impacto na sociedade, diversidade e inclusão, sustentabilidade e posicionamento sobre temas relevantes.

Intenção de compras pós pandemia

Alguns setores serão priorizados na retomada do consumo pós-pandemia. É o que foi exposto no painel “O Consumidor Brasileiro Pós-Pandemia: Prioridades de Consumo”, no último dia do evento. A discussão teve participação de gestores e estrategistas da Rede Globo, Gouvêa Ecosystem, e Lojas Riachuelo.

Participaram desse painel Marcos Gouvêa de Souza (Gouvêa Ecosystem), Henrique Simões (Rede Globo), Tatiana Souza (Rede Globo) e Elio França e Silva (Lojas Riachuelo). Foto: Reprodução

Segundo a pesquisa inédita “Retomada do Consumo”, realizada pela Globo em agosto de 2021, durante a pandemia as pessoas perderam experiências ligadas à autorrealização e autoestima. Com o cenário de crise econômica, essas foram as primeiras áreas a serem reduzidas do orçamento para priorizar necessidades fisiológicas, de segurança e da família. 

Apesar disso, a expectativa pós-pandemia prevê que as áreas cortadas no consumo tendem a ser as primeiras a serem retomadas. As áreas no topo da lista de intenção de compra a curto prazo são nos setores de roupas, calçados e cosméticos. “Abrimos mão do que era mais pessoal, que é do que mais sentimos falta”, destaca o Head of Industry Strategy for Retail da Rede Globo, Henrique Simões.

A longo prazo, com planejamento de um ano, os produtos mais visados serão móveis, eletrodomésticos, aparelhos digitais, imóveis e o setor do turismo. Esse cenário reforça a retomada sobre experiências pessoais e o investimento na casa, como demonstrado na pesquisa “Sociedade 5.0”.

Consumidor mais exigente

Apesar do otimismo com a retomada pós-pandemia, a pesquisa destaca a importância de considerar a mudança no mindset do consumidor após a crise. Para 53% das pessoas consultadas, a vida financeira está pior que em 2020. Nesse cenário, o cliente aprendeu a ser mais crítico com o consumo e a planejar com mais segurança a compra. Segundo Simões, essa mudança veio para ficar. “O consumidor mais exigente é um caminho sem volta. Vai buscar mais sentido para aquilo que ele consome”, destaca. 

Nesse sentido, investir na proximidade com os clientes e em um atendimento com foco na na conversão de compra é uma estratégia fundamental neste momento. “Retomar a conversa, esclarecer benefícios e auxiliar o consumidor na tomada de decisão será ainda mais importante na retomada”, explica Simões.

Confira a cobertura completa da Latam Retail Show 2021 no De Olho no Mercado:

<<< Latam 2021: e-commerce brasileiro chegou a R$ 53,4 bilhões em vendas na metade de 2021
<<< Latam 2021: Como entender a relação do varejo e a indústria no contexto de um consumidor conectado?
<
<< O que é supermercado 5.0 e como essa tendência influencia o varejo

Acompanhe nossas oportunidades no Site Negócios RPC. Também, nossa programação na home da RPC e nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram.

Artigos relacionados

0 respostas para “Latam Retail Show: Projeções para o consumo pós-pandemia”

Deixe uma resposta