Menu Busca

Marketing e Comunicação

SocialHackaCom: a geração de profissionais que quer transformar o mundo com ações e propósito

RPC é uma das realizadoras do projeto que procura encontrar soluções capazes de gerar impacto social no Terceiro Setor

Legado, diversidade e propósito são palavras cada vez mais presentes e necessárias no mercado. Um estudo da consultoria Deloitte indica que 73% dos jovens brasileiros almejam ingressar em uma carreira que esteja vinculada a um propósito.

Pensando nesse panorama, a RPC, o Instituto GRPCOM e todos os veículos de comunicação do GRPCOM  promovem entre os dias 21 e 23 de maio o Social Hack@Com, uma maratona de inovação, comunicação e propósito que vai movimentar o ecosistema de inovação no Paraná. Com o objetivo de achar soluções para desafios complexos do Terceiro Setor (ONGs), o evento reúne centenas de profissionais e estudantes dispostos a gerar impacto social positivo.

“As pessoas que escolhem participar do Social HackaCom são aquelas que querem fazer a diferença no meio onde elas estão inseridas. Para elas, trabalhar com propósito é importante e, mais do que pensar e falar, elas querem agir e concretizar algumas transformações no mundo. São estudantes e profissionais de uma nova geração, que se preocupam não só com si mesmos, mas também com o seu entorno,” explica Jéssica de Moraes, uma das gestoras do projeto.

<<< Siga a RPC Negócios no Linkedin

Hackatonistas movidos pelo impacto social

É comum escutar que os jovens vão mudar o mundo e, talvez, essa seja uma realidade. Pelo menos é isso que os jovens profissionais da FACOP têm em mente. Animados com o Social HackaCom, eles decidiram montar uma equipe para participar do evento. Aline Dombek é Gerente de Canais da FACOP e uma das integrantes do time.

“Nós decidimos acompanhar um dos integrantes da nossa equipe nesse desafio. Já estamos participando da Hackatone-se Week com o objetivo de começar a fazer a imersão para o próximo final de semana. A FACOP é uma organização do Terceiro Setor e temos no nosso DNA o fazer acontecer. Eu acredito que a comunicação tem o poder de transformar. E nossa intenção é contribuir positivamente com outras organizações trazendo soluções viáveis e, quem sabe, sairmos como ganhadores do desafio”, conclui.

Funcionários da FACOP montaram uma equipe para participar do Social Hack@com. Foto: divulgação.

Mentores: motivar para engajar

Além dos organizadores, palestrantes e organizações envolvidas na ação, na outra ponta do Social Hack@acom estão dois grupos essenciais para o sucesso do projeto: os mentores e os hackatonistas.

Enquanto o primeiro grupo é peça-chave no Hack@com por ser responsável pela orientação e auxílio às equipes nas dúvidas que surgirem no desenvolvimento do projeto, o segundo é o coração da maratona. As equipes formadas por profissionais e estudantes de diferentes áreas são as responsáveis por desenvolver soluções de comunicação, tecnologia e inovação para as organizações do Terceiro Setor (ONGs) do Paraná.

Cássia Almeida é Superintendente Executiva da FACOP, organização do Terceiro Setor que tem como objetivo fortalecer o setor de asseio e conservação através de ações que envolvem qualificação, empregabilidade, saúde e segurança do trabalhador. Cássia é uma das voluntárias que irá atuar como mentora do Social Hack@acom. Para ela, o evento é rico por buscar soluções viáveis para as organizações da sociedade civil.

“Essa é uma excelente oportunidade de estar em contato com a luta diária e os desafios das instituições. A minha expectativa é de muito movimento, emoção e competência durante o evento. Acredito que todos os participantes, hackatonistas ou mentores, estarão dando o seu melhor com muito propósito. Nossa missão, além de orientar, é também inspirar e motivar as equipes na busca por soluções.”

 

 

Além do hackathon, a programação do evento promove uma semana imersiva, que conta com a participação de grandes líderes do mercado que são referência em suas áreas de atuação. Entre os dias 17 e 20 de maio eles falam com os participantes sobre diferentes eixos temáticos: insights, comunicação, inovação e responsabilidade social.

<<< Receba nossa newsletter semanal

A busca por uma sociedade mais justa

Luiza Trajano foi a convidada ilustre do primeiro dia da Hackathone-se Week. Ela fez um chamado para a juventude brasileira. Segundo ela, a busca por soluções é essencial para que possamos construir uma sociedade mais igualitária.

“Estar envolvido com causas sociais é acima de tudo uma oportunidade de troca. Eu aprendo todos os dias com as pessoas que participam dos projetos em que estou envolvida, como o Unidos Pela Vacina e o Grupo Mulheres do Brasil. O que nós estamos fazendo com essas ações é construir um legado para o nosso país.  Eu acredito na força de uma sociedade civil unida e com planejamento. Por isso eu faço um convite a todos os jovens brasileiros: assumam o Brasil, o país é de vocês!”, comentou.

Luiza Helena Trajano, Presidente do Conselho da Magazine Luiza e do Grupo Mulheres do Brasil, foi uma das convidadas do primeiro dia da Hackatone-se Week. Imagem: reprodução.

 

<<< Leia também: 8 ensinamentos de Luiza Helena Trajano para se inspirar

Comunicação com propósito

Guilherme Cunha Pereira, Presidente do Grupo Paranaense de Comunicação e do Instituto GRPCOM, também participou do primeiro dia da hackathone-se week. Ele destacou o imenso desafio que as organizações da sociedade civil têm enfrentado durante a pandemia. Uma pesquisa do Programa Impulso revela que, em 2020, 35% das OSCs do estado tiveram que suspender temporariamente suas atividades. Nesse sentido, o presidente do GRPCOM destacou a necessidade de comunicar com propósito.

“Os veículos do Grupo Paranaense de Comunicação chegam mensalmente a 125 milhões de pessoas. Com esse alcance temos como missão causar um impacto positivo e transformador na sociedade. Porém, eu acredito que todos nós fazemos comunicação. E, por isso, comunicar com propósito deve ser uma missão de todos e não só dos veículos oficiais de imprensa. Me alegra imensamente saber que tanta gante embarcou nessa jornada e que tivemos um número surpreendente de inscrições para o Social Hack@com”.

As inscrições para Social Hack@com podem ser feitas até a sábado  (22). O regulamento e demais informações do projeto podem ser acessadas pelo site: socialhackacom.com.br. A transmissão da Hackatone-se Week será realizada pelo Youtube do Instituto GRPCOM. Se você perdeu alguma das palestras elas também estão disponíveis no canal!

Que tal comunicar com propósito juntos? Fale com a gente

Leia Mais:

<<< SocialHackaCom: desafio de inovação aberta com propósito

<<< Índice de Progresso Social (IPS) orienta ações de empresas e organizações em prol de comunidades

<<< Responsabilidade social nas empresas: o valor do investimento na comunidade

Artigos relacionados

0 respostas para “SocialHackaCom: a geração de profissionais que quer transformar o mundo com ações e propósito”

Deixe uma resposta