Menu Busca

Marketing e Comunicação

Contagem regressiva da TV digital! Faltam 20 dias para o desligamento do sinal analógico

No dia 31 de janeiro o sinal analógico de TV vai ser desligado em 27 localidades do nosso estado. Quem ainda não se preparou tem alguns dias para adaptar a TV de tubo para a TV digital, sem precisar trocar o televisor. Para acompanhar este novo momento da televisão brasileira, nosso estado tem uma meta. É preciso digitalizar 90% das residências. Vamos juntos entender?

Está chegando a hora de assistir a sua novela favorita de um jeito que você nunca viu. A imagem da TV digital é tão nítida que foi preciso adaptar até os produtos de maquiagem utilizados por atrizes, repórteres e apresentadores. É que agora dá para ver cada detalhe, como se eles estivessem na sala da sua casa.

Quem ainda não se preparou tem poucos dias: o desligamento do sinal analógico acontece no fim deste mês, no dia 31 de janeiro. São 27 localidades no nosso estado que passarão a contar somente com o sinal digital da TV aberta. Sabe o que isso significa? Quem não estiver preparado para a transição vai ficar sem nenhum sinal de TV.

Como estão os preparativos no Paraná?

Para garantir que os telespectadores continuem acompanhando a programação aqui da RPC, há dois caminhos: trocar a televisão por um modelo novo, com antena digital embutida, ou instalar o kit composto por conversor, cabo e antena.

Conversamos com Luiz Roberto Antonik, diretor geral da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert). Ele nos dá um panorama sobre as mudanças aqui no nosso estado. “Em outubro de 2017, fizemos uma pesquisa sobre o índice de digitalização nas residências do Paraná. Naquele mês, 83% das casas já estavam preparadas para receber o sinal digital”, conta Antonik.

Para a conclusão do processo, nosso estado ainda tem uma meta: levar a digitalização a 90% das residências. Antonik explica que a própria Abert conta com um canal direto para atender à população. “Quem não tem condições de trocar de TV ou comprar o kit neste momento pode falar diretamente conosco, pelo 147. Nosso objetivo é não deixar ninguém sem acesso ao sinal digital”, indica o diretor geral.

“Temos um cenário bastante positivo vindo das próprias emissoras. Todas já estão preparadas para fazer a transmissão do sinal digital. A RPC, por exemplo, já está digitalizada para garantir que os paranaenses continuem tendo acesso à programação”, conta Antonik. Para a Abert, o maior desafio nesta reta final é a distribuição dos kits disponibilizados pela associação: “apenas 65% do nosso estoque já foi entregue à população. É importante reforçar: quem não converter o televisor não vai mais conseguir assistir TV a partir do dia 31”, reforça Luiz Roberto Antonik.

TV digital aquece as vendas de conversores

Para receber o sinal digital não é preciso comprar uma TV nova. Com a instalação do kit, composto por antena e conversor, qualquer aparelho passa a exibir as imagens em alta resolução. Para o varejo, a mudança na forma de assistir à TV movimentou as vendas nos últimos meses. A Casa China aproveitou o momento para investir na oferta de conversores, como explica Julio Cesar Guterres, gerente responsável pelo setor. “Percebemos uma grande procura por conversores, vinda de um público que não vai trocar o aparelho de televisão. Começamos a investir neste mercado em novembro do ano passado”, detalha.

Na Casa China, a preparação incluiu dois pontos importantes: treinamento e oferta. “Fizemos parceria com uma fornecedora de conversores, a Aquário. Os profissionais passaram pelas nossas lojas para treinar toda a equipe de vendas, com informações técnicas e comerciais”, conta Guterres. Neste primeiro momento, o principal objetivo da marca era garantir as boas vendas somadas a um atendimento qualificado. O gerente conta que o treinamento foi feito com base nas principais dúvidas dos consumidores.

O próximo passo foi planejar um bom estoque: “muitas lojas ficaram sem o aparelho devido à grande procura. Nós fizemos um estoque grande para garantir as vendas durante todo o período de mudança do sinal”, relata Guterres.

O gerente da Casa China conta que a procura aumentou significativamente nos meses de novembro e dezembro; mas a compra de conversores segue em alta em janeiro e deve se prolongar por mais um bom tempo. “Estamos preparados para atender a todos, desde a oferta do produto com bom preço até o esclarecimento de todas as dúvidas que os clientes tenham”, finaliza Guterres.

De olho na chegada do sinal digital

No dia 31 de janeiro, as seguintes localidades do Paraná terão o sinal analógico desligado:  Curitiba, Almirante Tamandaré, Araucária, Balsa Nova, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Carambeí, Colombo, Contenda, Fazenda Rio Grande, Guaratuba, Imbituva, Itaperuçu, Lapa, Mandirituba, Palmeira, Pinhais, Piraquara, Ponta Grossa, Quatro Barras, Rio Branco do Sul, São José dos Pinhais, Teixeira Soares, Tijucas do Sul e Tunas do Paraná.

Vamos juntos assistir à RPC digital? #DeOlhoNoMercadoRPC

Artigos relacionados

0 respostas para “Contagem regressiva da TV digital! Faltam 20 dias para o desligamento do sinal analógico”

Deixe uma resposta