Menu Busca

Marketing e Comunicação

Diálogo com diferentes stakeholders é uma das chaves do sucesso para projetos de responsabilidade social

Televisando, iniciativa de educação midiática da RPC e do Instituto GRPCOM, é exemplo de como conectar diversos segmentos da sociedade

Os bons projetos de responsabilidade social geralmente têm como objetivo promover mudanças na vida dos beneficiários. E um fator importante para conquistar bons resultados é, sem dúvida, o envolvimento de parceiros durante a jornada. Os stakeholders cumprem exatamente com o papel de agregar e ajudar para que as transformações e resultados desejados aconteçam.

O papel dos stakeholders na área de responsabilidade social é o de agregar e ajudar para que as transformações e resultados aconteçam. Foto: Canva

A efetividade de uma iniciativa socialmente responsável pode ser avaliada a partir de diferentes parâmetros. Entre eles, o cumprimento dos objetivos específicos, o envolvimento com a comunidade e o alinhamento da proposta ao negócio da empresa que promove a ação. E o envolvimento dos stakeholders também pode ser um indicador importante. O trabalho colaborativo tem o potencial de ampliar a capilaridade, a qualidade e o impacto das ações.

Quem são os stakeholders?

Os chamados stakeholders são públicos com quem uma empresa ou projeto se relaciona. Também chamados de “partes interessadas” ou simplesmente de “parceiros”, os stakeholders são peças-chave para a execução de determinadas atividades. O termo, que surge inicialmente em um memorando do Stanford Research Institute (SRI) na década de 1960, se refere aos membros de “grupos que sem seu apoio a organização deixaria de existir”.

Nesse sentido, os stakeholders de um projeto de responsabilidade social são todos os indivíduos e grupos envolvidos na execução da iniciativa. Sem eles, a viabilidade de uma ação fica comprometida ou até impraticável.

No caso de parceiros do setor privado, a participação em projetos sociais ressalta os valores e propósitos da empresa, gerando um impacto positivo para sua imagem e marca. Independentemente da origem e do tipo de envolvimento com os projetos, os stakeholders integram uma cadeia de ação sistêmica que gera e agrega valor para a comunidade.

Televisando: comunicação a serviço da comunidade

Um projeto que segue essa linha é o Televisando. Promovido desde 2008 pela RPC e pelo Instituto GRPCOM, o compromisso com a comunidade e a responsabilidade social são princípios que orientam a iniciativa. O principal objetivo é a melhoria da educação por meio da educação para a cidadania e da educação midiática.

Foto tirada em ação de premiação do projeto em 2019 | Divulgação.

A ação envolve uma série de parceiros que viabilizam sua execução. Em uma ponta, estão presentes os governos, prefeituras e escolas parceiras do projeto. Instituições de Ensino Superior de todo o estado, organizações do Terceiro Setor e colaboradores da RPC também estão diretamente envolvidos com a ação.

Marcelo Rocha, repórter da emissora, foi responsável pela cobertura de muitas ações relacionadas ao projeto ao longo de sua execução. Para ele, a prestação de serviço deve ser uma das funções primárias de um veículo de comunicação.

“Pelo telejornalismo é possível levar ao público, com linguagem fácil e acessível, o universo da escola, suas virtudes, seus defeitos, suas necessidades e conquistas. O Televisando é uma oportunidade de convidar a comunidade para dentro da escola. E, assim, auxiliá-la a formar a sua própria opinião a respeito do ambiente no qual seus filhos passam parte importante do dia – e, por assim dizer, da vida”.

Família Televisando: envolvimento amplo com a comunidade

Na outra ponta do projeto estão os professores, alunos e famílias envolvidas com as atividades do Televisando. A ação incentiva professores do 1º ao 5º ano de escolas públicas do Paraná a utilizarem a TV como recurso pedagógico em sala de aula, já que a TV faz parte do cotidiano dos alunos. Além disso, o projeto ainda oferece o acesso gratuito a uma plataforma EAD exclusiva, que reúne cursos de capacitação para os educadores.

Em 2021 o Instituto GRPCOM inova também com a promoção de uma nova categoria no concurso cultural do projeto, o Família Televisando. “Como a RPC faz parte da minha vida?”. Essa é a pergunta que guia a participação das famílias, que também atuam como stakeholders do projeto.

Nesse sentido, o Televisando pode ser visto como uma iniciativa multi, inter e transdisciplinar, que transita com fluidez em diferentes meios. Elaine Tezza é a gestora responsável pelo projeto e explica o propósito da ação.

“Em um período de pandemia, a relevância da emissora no cotidiano dos paranaenses ficou ainda mais evidente. A escolha do tema do concurso cultural na categoria Família Televisando veio ao encontro desse sentimento de que os veículos de comunicação são imprescindíveis para levar informação, serviço e entretenimento aos telespectadores. Nessa categoria, queremos ouvir histórias de famílias que foram beneficiadas pelo nosso jornalismo e programação”.

O regulamento e as inscrições para o concurso cultural estão disponíveis no site do projeto!

Que tal comunicar com propósito juntos? Fale com a gente.

Leia Mais:

<<< Televisando: mais de 400 mil pessoas impactadas pela RPC

<<< Índice de Progresso Social (IPS) orienta ações de empresas e organizações em prol de comunidades

<<< Responsabilidade social nas empresas: o valor do investimento na comunidade

Artigos relacionados

0 respostas para “Diálogo com diferentes stakeholders é uma das chaves do sucesso para projetos de responsabilidade social”

Deixe uma resposta