Menu Busca

Mídia e Meios

Envolvimento emocional no intervalo comercial é como uma história bem contada

Comerciais que contam boas histórias podem trazer bons resultados, além de ajudarem a construir confiança e gerar empatia do público. Confira!

A propaganda é fundamental para dar notoriedade ao produto ou serviço que uma empresa oferece. Como diria o ditado, “é preciso ser visto para ser lembrado” – e conhecido. O break, ou intervalo comercial, pode ser tão interessante para o telespectador como a própria programação.

Para alcançar esse objetivo com mais facilidade, algumas estratégias podem ajudar os anunciantes, como utilizar os espaços comerciais para contar boas histórias – o chamado storytelling. Esta estratégia ajuda a criar um envolvimento emocional com o telespectador e pode gerar lembrança de marca em quem está assistindo à televisão.

Saiba mais como as estratégias de envolvimento emocional na hora do intervalo comercial podem conectar seus negócios ao seu público e continue lendo nossa matéria!

 

Como construir uma relação de confiança com o seu público?

A partir da conexão estabelecida entre as partes durante o intervalo comercial, a confiança emocional tende a ser mais profunda e resistente às crises, ao contrário da confiança racional que costuma desaparecer depois de uma experiência negativa[i].

Para usar a abordagem com envolvimento emocional, não é necessariamente preciso fazer o consumidor chorar. É possível contar uma história envolvente no break, de simples entendimento. Pode ser por meio do humor, música ou jingle: o que vale mesmo é a qualidade e a criatividade para estimular a busca pelo produto ou serviço que está sendo oferecido pela marca.

 

Qual é a duração recomendada do comercial?

A duração do filme também é importante para definir a estratégia de storytelling. Do VT curto ao longo, é possível contar uma boa história.

Se a opção for um filme mais curto, o ideal é dar o recado de forma mais direta. Caso a opção seja um filme mais longo, é importante reter a atenção do consumidor nos primeiros 11 segundos, que é o tempo médio de foco das pessoas ao assistir um comercial.

Também vale levar em consideração a harmonia entre o programa e o conteúdo do comercial para garantir um bom resultado[ii].

 

Storytelling na prática: exemplos paranaenses para se inspirar

Aqui na tela da RPC também temos exemplos de clientes que apostaram em boas histórias e obtiveram resultados incríveis.

Confira a seleção de comerciais que separamos para inspirá-lo!

 
Móveis Gazin – Agência Publik

Nosso primeiro exemplo vem de Paranavaí, no comovente comercial produzido pela Publik para a Móveis Gazin.

Renato Biudes, gerente-geral da agência responsável pela produção do filme, explica que a campanha suscita uma reflexão sobre o impacto que a pandemia da Covid-19 trouxe para a vida das pessoas. “A ideia era fazer um storytelling em que o personagem não valorizava as pequenas coisas que tinha e, depois do isolamento e das perdas que a pandemia trouxe, ele passou a enxergar a vida de uma outra forma”.

Assista ao comercial abaixo:

O filme se passa no período do Natal, um momento no qual as pessoas tendem a se reunir e presentear uns aos outros. Renato fala também sobre o resultado que tiveram com a campanha:

 


“A gente alcançou um resultado muito bacana. Muitas pessoas choravam assistindo ao filme, porque se enxergavam nessa história. Ela foi capaz de gerar identificação. Falar com aquilo que toca o coração das pessoas pode ser muito mais efetivo nos resultados e na mensagem que a gente quer transmitir do que qualquer outra forma”.

 

 

 

 

Integrada Cooperativa Agroindustrial – M\Leite Agência de Publicidade

O segundo exemplo conecta-se com sentimentos familiares. Nessa campanha “Integrada: esse é o nosso futuro”, a história gira em torno da rotina de um cooperado e sua filha. Patrícia Figaro, coordenadora de marketing e comunicação da Integrada Cooperativa, diz que para a empresa é fundamental que os filmes transmitam os valores da marca.

 

 

“As histórias que trazemos em nossos filmes são contadas por famílias cooperadas e colaboradores e representam a realidade do campo, vivenciada por mais de 11.500 produtores rurais associados à Integrada”.

 

 

 

 

Acompanhe esta emocionante história no vídeo a seguir:

 

Ela ainda complementa que o storytelling escolhido mostra a inovação caminhando lado a lado com a realidade do campo. “O material ressalta o propósito do agro, o protagonismo dos agricultores e da cooperativa. E traz também uma mensagem importante acerca da valorização da sucessão familiar. A campanha faz uma conexão entre o passado e o presente, com olhar atento às iniciativas e soluções que retratam as sólidas estratégias e as perspectivas da cooperativa que se desenvolve e prospera junto com seus cooperados e colaboradores”.

 

Histórias envolventes na tela da TV

Aqui na tela da RPC, sua marca pode estar presente no dia a dia de milhares de paranaenses. Ao contar uma história envolvente e tocante, conexões reais são estabelecidas entre o seu negócio e o público-alvo.

 

E o seu negócio, está usando o tom emocional nos comerciais? Entre em contato com os especialistas da RPC para aumentar a conexão com o seu público.

 

[i] Consumer and market insights. Intervalo comercial: melhores práticas, 2022.

[ii] Consumer and market insights. Intervalo comercial: melhores práticas, 2022.

 

Leia mais:

 

Comerciais criativos e bem produzidos tendem a conquistar o telespectador

Artigos relacionados

0 respostas para “Envolvimento emocional no intervalo comercial é como uma história bem contada”

Deixe uma resposta