Menu Busca

Mídia e Meios

Precisa vender mais? Entenda como a publicidade na TV aumenta resultados nos negócios

Estudo divulgado pela norte-americana Neustar avaliou a performance de campanhas com alto investimento na mídia TV. A análise descobriu resultados importantes sobre alcance eficiente, ROI, alavancagem de vendas e lembrança de marca. Quer saber os highlights? Confira na nossa matéria. Vamos juntos!

Todos os dias somos impactados por dezenas de mensagens publicitárias. E elas estão cada vez mais assertivas: já reparou como os anúncios que você vê na TV são convertidos para outras mídias por meio da sua pesquisa na internet? O “efeito cross media” faz parte de estratégias de comunicação complexas, que envolvem a convergência entre os veículos e analisam cada visualização, cada clique e cada venda gerada após um comercial.

Os resultados deste impacto foram mensurados pela Neustar, empresa norte-americana, em um estudo patrocinado pela Horizon Media e pela Turner. Divulgada em maio, a análise foi feita com base em dados de marketing analytics. O foco foram os negócios com altos investimentos em mídia: de grandes varejistas até redes de fast food, passando pelos setores automotivo, de telecom, turismo, bens de consumo, entretenimento e de serviços financeiros.

Sabe o que a Neustar descobriu?

 

Que o investimento em TV continua sendo o mais expressivo: a cada dólar investido, a alavancagem de vendas pode se multiplicar por sete! Um número que inclui conversão em vendas, novos consumidores e fortalecimento de marca.

Vamos entender melhor?

Como a TV ajuda a vender mais?

Por meio de duas palavrinhas: frequência e cobertura. Nosso diretor comercial, Fernando Martos, já falou ao De Olho No Mercado sobre isso. Para ele, todos os segmentos podem se beneficiar com a abrangência da mídia televisiva – entre eles o varejo.Estoque é custo. Quanto menos tempo um produto ficar parado nas prateleiras, melhor é a margem de rentabilidade”. Dentro disso, o estudo feito pela Neustar destaca a velocidade de comunicação como ponto essencial para este segmento – a análise considerou alcance,  cobertura e volume de frequência no target.

Velocidade, impacto, frequência… quer ver como isso já é parte da sua rotina? Todas as noites, nos comerciais do telejornal ou da novela, você confere as principais ofertas dos supermercados para o dia seguinte. Com a lista em mãos, passa em várias lojas e faz a compra da semana.  Assim como você, boa parte da população tem o mesmo hábito. As prateleiras esvaziam, os estoques são renovados e pronto: o ciclo começa outra vez.

TV: maior alcance e efetividade

“A TV não vai morrer”. Palavras de Fábio Rowinski, diretor da Globo.com, também comprovadas pelo estudo da Neustar.

Entre os anos de 2010 e 2016, a TV teve um alcance sete vezes maior do que mecanismos de busca e cinco vezes maior que o display em mídias digitais. O cálculo é feito para cada dólar investido e mostra exatamente o contrário de todas as teorias sobre o avanço da internet.

A TV continua sendo o meio de maior alcance e efetividade. E sabe o porquê? Porque a tecnologia contribuiu para que as análises de audiência e hábito de consumo também evoluíssem. O Target Group Index é uma das ferramentas que fazem parte deste novo momento. “Aqui na RPC, nós usamos o TG Index para obter informações detalhadas sobre comportamento do consumidor e hábitos de audiência”, destacou Fernando Martos.

É com base nestes dados que são criados os planos de mídia que levam a sua marca para mais perto do consumidor!

O que é melhor: vendas, novos consumidores ou lembrança de marca?

Os três! Cada impacto da TV oferece múltiplas possibilidades aos anunciantes – tudo depende do objetivo da campanha e do tipo de negócio. O estudo divulgado pela Neustar aponta que a TV desenvolve estes três pilares para as marcas e também contribui para que os consumidores se interessem por outros produtos do portfolio. Ou seja: você anuncia um produto na TV e os telespectadores vão conhecer melhor a sua marca e seus outros produtos.

Por que o investimento em TV é uma aposta sólida?

Porque fala com o seu consumidor no momento certo, com a linguagem certa. E cabe em todos os bolsos: “É possível atingir determinado público investindo em horários e programas específicos. Os pequenos empresários sempre têm essa ideia de que a TV é cara, mas é porque pensam em anunciar no intervalo da novela ou do jornal. É preciso entender que há uma grade de programação que cobre o dia todo, e boa parte desta grade cabe no bolso deste empresário”, destaca Fernando Martos, diretor comercial da RPC.

A análise da Neustar mostra que as previsões para a TV são bastante positivas. Em 2016, a TV aberta cresceu 2,4% em relação a 2015. O segmento faturou R$ 129,9 bilhões no ano passado, segundo a Kantar IBOPE Media. O crescimento previsto vale para campanhas solo ou integradas com outras mídias. Tudo com o apoio de ferramentas de marketing analytics em processos de targeting, mensuração de resultados, otimização de mix e flights.

Por fim, o estudo também mediu o impacto de campanhas com e sem veiculações em TV. “O efeito halo da TV sobre vendas de outros produtos do portfólio da marca anunciada chegou a alcançar um aumento de 35%. Mas ao remover a TV do mix de uma campanha e concentrar a comunicação nas mídias digitais, o efeito halo chegou em média a um índice de 18% negativos sobre o ROI”.

Quer saber mais sobre isso? Confira esta matéria do De Olho No Mercado: “Menos anúncios, menos vendas: entenda o impacto do corte de investimentos”.

Vamos juntos vender mais? #DeOlhoNoMercadoRPC

Artigos relacionados

0 respostas para “Precisa vender mais? Entenda como a publicidade na TV aumenta resultados nos negócios”

Deixe uma resposta