Menu Busca

Comportamento

Do you speak english? Estudar inglês dá um up na sua carreira (ou em seus negócios)

Dominar outro idioma, como o inglês, pode fazer toda a diferença na carreira profissional. Mais do que diferencial, hoje o inglês é essencial! Horários apertados já não impedem os estudos do idioma. Confira a opinião de Silvia Rocha, consultora de Recursos Humanos, e Fábio Medeiros, diretor de expansão da InFlux.

Business, networking, layout, branded content, market share, merchandising… você deve conhecer estes termos do mundo dos negócios. O inglês já é tão parte do nosso dia a dia que muitas nomenclaturas foram absorvidas na rotina de trabalho. Mas como anda a sua fluência no idioma? A língua inglesa deixou de ser um diferencial profissional e virou tão essencial quanto itens como formação e especialização.

A consultora de desenvolvimento humano, Silvia Rocha, explica que o inglês tornou-se uma necessidade profissional
A consultora de desenvolvimento humano, Silvia Rocha, explica que o inglês tornou-se uma necessidade profissional

Segundo a consultora da Fly Desenvolvimento Humano, Silvia Rocha, o inglês tornou-se imprescindível: “O idioma é falado por aproximadamente 400 milhões de pessoas e é a 2ª língua de mais de 55 países. O mundo fala inglês e um bom profissional deve acompanhar esta tendência”. Silvia também ressalta que o mercado corporativo está cada vez mais rigoroso neste aspecto: “As empresas estão cobrando muito mais o domínio do inglês de seus candidatos. Algumas, inclusive, colocam isto na descrição do cargo, como uma exigência. Outras realizam todo o processo seletivo – das dinâmicas em grupo à entrevista – em inglês. Falar esta língua já não é uma forma de destaque profissional, mas apenas de cumprir com o mínimo que está sendo cobrado”, destaca.

Atualmente, o profissional fluente em inglês é 70% mais valorizado no mercado de trabalho; percentual que aumenta seu leque de oportunidades, de propostas de emprego e de crescimento e desenvolvimento de sua carreira. 

Outros idiomas na terra do “leite quente”

 Apenas 12% dos paranaenses acima dos 10 anos dominam um segundo idioma. As cidades com maior número de pessoas fluentes em inglês ou espanhol são Foz do Iguaçu, com 25%, Curitiba, com 17% e Londrina, com 13%. Porém, Silvia aponta para um movimento de conscientização no estado: “A população está mais atenta para a necessidade de um segundo idioma e começou a investir mais em métodos para aprender inglês. Eu sempre sugiro três opções aos meus clientes, que considero viáveis e eficientes: o intercâmbio – que é o ideal -, cursos de imersão e usar a tecnologia que temos à nossa disposição para treinar e aperfeiçoar a língua”, explica a profissional.

Com tantos programas de ensino disponíveis, com métodos diversificados, horários flexíveis, didáticas direcionadas e pagamento negociável; falta de tempo, dinheiro e dificuldade de aprendizagem já não são desculpas para deixar os estudos pra depois.

RPC Estudar ingles a qualquer hora
Diversidade de métodos permite aprender outro idioma a qualquer hora ou lugar

A inFlux – com 102 unidades no Brasil, sendo 28 no Paraná – é um exemplo de escola que oferece qualidade e conveniência no ensino de idiomas: “ Temos uma grande gama de possibilidades para a aprendizagem do idioma. Trabalhamos muito com atividades extracurriculares, entre elas as de imersão, que possibilitam a prática do inglês. Oferecemos experiências em torno do idioma, isto facilita muito o aprendizado. E somos muitos comprometidos com isto, com o aprendizado. Nos baseamos no TOEIC, que é um teste de proficiência reconhecido internacionalmente e muito utilizado no mundo corporativo”, afirma o gerente de expansão, Fábio Medeiros.

RPC Fabio Medeiros Gerente Expansao Influx

Apenas 7% da população brasileira fala fluentemente inglês. As empresas exigem profissionais que falem inglês, mas sua demanda não é atendida. Apenas 20% dos altos cargos de gestão empresarial são ocupados por pessoas que dominam o inglês.

Fábio Medeiros – Gerente de expansão da inFlux

Segundo Medeiros, a inFlux dobrou o número de suas unidades nos últimos cinco anos, resultado de uma enorme demanda pela fluência em outro idioma: “A procura é imensa. Apenas 7% da população brasileira fala fluentemente inglês. Isto gera uma dificuldade, pois ao passo que poucas pessoas possuem domínio da língua, cada vez mais ela se torna uma exigência profissional. As empresas querem, exigem profissionais que falem inglês, mas infelizmente sua demanda não é atendida. Apenas 20% dos altos cargos de gestão empresarial são ocupados por pessoas que dominam o inglês, por exemplo. Este é um critério fundamental, determinante na hora de eleger o melhores candidatos. A inFlux tem como uma de suas propostas suprir esta carência do mercado oferecendo um ensino de qualidade comprovada”, aponta.

Para complementar, a ausência de profissionais que possuam fluência em outro idioma não só os tornam mais concorridos no mercado, como mais caros. Seus salários chegam a ser 20% a 30% mais altos! Alguma dúvida ainda sobre a importância deste idioma na sua carreira profissional? Meios para inseri-lo na sua rotina e tornar-se fluente não faltam. Basta foco, disciplina e vontade de apresentar um currículo mais completo e competitivo. Vamos lá?

Confira também mais algumas dicas da consultora de desenvolvimento humano, Silvia Rocha:

Artigos relacionados

0 respostas para “Do you speak english? Estudar inglês dá um up na sua carreira (ou em seus negócios)”

Deixe uma resposta