Menu Busca

Comportamento

Millennials: a geração que está mudando o consumo

Eles são seus consumidores de hoje e de amanhã. Os millenials têm características diferentes de qualquer outra geração – e isso é muito positivo para os negócios. Novos valores, novos ideais, novas formas de consumo e muitas oportunidades para as marcas. Agora é hora de aprender a entendê-los e conectar-se com eles - quem dá algumas dicas é Lidianne Hupfer, da Valente Brading.

Talvez você já tenha ouvido falar dos millennials. E se não ouviu, basta saber que convive com eles diariamente: os millennials são seus consumidores de hoje e do futuro próximo. A geração nascida na década de 80, hoje na faixa dos 20-35 anos, é uma das grandes responsáveis pelas mudanças na publicidade e no consumo. Há inúmeras pesquisas e estudos sobre os millennials, seus hábitos e seus valores, mas o mais importante é que, como qualquer consumidor, eles precisam ser compreendidos.

Eles não são especiais: são apenas diferentes

Eles são jovens, empreendedores, conectados e preocupados com problemas de ordem global
Eles são jovens, empreendedores, conectados e preocupados com problemas de ordem global

A primeira coisa que as marcas precisam saber é que os millenials são responsáveis por boa parte do consumo atual. Mas eles não consomem sem propósito: pesquisas globais apontam que a geração é de “smart consumers”, ou seja, consumidores inteligentes.  Estes e outros dados foram divulgados no início do ano, como resultado de um estudo global realizado pela Goldman Sachs e divulgado pela Tetra Pak. Segundo o estudo, os millennials têm seis grandes características: são globais, conectados, sedentos por experiências, vivem em multicanais (on e offline), são compradores impulsivos e  inteligentes. Eles comparam a relação custo X benefício dos produtos e não se importam de pagar mais caro por marcas que estejam alinhadas com seus valores.

Por falar em valores…

A gerações anteriores – os babyboomers e a geração x – nasceram e cresceram para seguir padrões. Sabe a velha história de casar, trabalhar, ter uma casa com grama, cerquinha, cachorro e filhos? Para os millenials, isso ficou no passado. Eles são mais voltados a ideais empreendedores e à solução de problemas de ordem global. Acreditam que podem fazer a diferença no mundo e que educação é fundamental para isto. Utopia? Não. Valores reais, muitas vezes deixados de lado, que as empresas podem aproveitar para conquistar o coração destes consumidores. “A marca que conseguir entender o que é importante para estas pessoas vai conseguir estabelecer vínculos com elas”, explica Lidianne Hupfer, da Valente Branding. “Elas buscam aperfeiçoamento pessoal acima de tudo, as marcas precisam oferecer insumos para este aperfeiçoamento. Para isto é preciso buscar e identificar pontos de contato com os millennials”, destaca.

Confira alguns dados sobre esta geração:

RPC Dados millenials

Nos EUA*…

Gastam US$ 600 bilhões por ano

65% tem interesse em testar novidades, de óperas a escaladas

41% pagariam mais por produtos que facilitem suas vidas

53% gostariam de fazer mais pelo meio ambiente

84% possuem smartphone e buscam por marcas conectadas

RPC Dados millenials BRNo Brasil*…

61% são otimistas com o futuro

36% quer começar o próprio negócio

71% acreditam que podem fazer a diferença no mundo

75% estão insatisfeitos com o ensino, acreditam que a educação deve ser prioridade máxima

Como as marcas podem se relacionar com os millennials?

Para conectar-se com os novos consumidores, é preciso preparo, deixando de lado antigos conceitos.  “Um ponto importante é não ficar fechada em conceitos antigos, aspiracionais, nem basear suas ações no ‘gosto-não-gosto’ : esta geração busca aprofundamento nas relações com marcas e com a própria comunidade e há muitas formas de explorar isso”, explica Lidianne.

Ainda que pesquisas reforcem o lado conectado dos millennials, é importante saber: não é apenas no ambiente online que a relação se consolidará. Lidianne destaca que é preciso estar atento a todos os pontos de contato com esta geração – e isso inclui todos os universos:  “Conexão não é só estar nos canais online. Os millennials estão nas lojas físicas, nos movimentos de rua. Quando buscam um produto, conhecem-no nos mínimos detalhes. Se querem um tênis, por exemplo, já sabem tudo sobre ele, muito além do modelo e da cor: eles sabem até o material com que é feito o cadarço”, exemplifica a profissional de branding.

Verdade acima de tudo

Lidianne Hupfer: "identificar pontos de contato com os millenials é fundamental"
Lidianne Hupfer: “identificar pontos de contato com os millennials é fundamental”

Nem sempre uma campanha milionária será a responsável por alçar sua marca a voos mais altos neste novo cenário. Lidianne Hupfer destaca que entender design thinking é uma das premissas básicas para conquistar a fidelidade dos millennials: “é outra lógica de relacionamento. Eles estão sempre mais à frente, sempre em busca de mais informação, de inovação”. Sair das ações de comunicação tradicionais, aprofundar-se na busca de informações e pensar em novas frentes de ação para posicionar as marcas. Este é só o começo de uma nova forma de relação entre consumidores e marcas. Para entender os millennials, nada melhor do que unir-se a eles. “Há empresas com núcleos criativos formados exclusivamente por pessoas desta geração. Eles são influenciadores das decisões”. Lidianne reforça ainda que o momento é extremamente desafiador, mas cheio de oportunidades. “As marcas brasileiras ainda podem evoluir muito nesta relação, mas já estão no caminho. É hora de refletir e olhar para todos os momentos em que podemos nos relacionar com os millennials. Não adianta fazer propaganda de um produto ou serviço e não oferecer uma boa experiência na hora da compra. O pacote completo é o que vai nos diferenciar”.

Los Paleteros lançou produto especialmente para o Rock In Rio 2015
Los Paleteros lançou produto especialmente para o Rock In Rio 2015

Para finalizar, a sócia da Valente Branding aponta o case de sucesso da marca curitibana Los Paleteros, que em 2015 ganhou o primeiro lugar no Prêmio Rock In Rio Show de Atendimento. A fabricante de paletas, que lançou a paleta crunchy cream em parceria com o RIR, levou muito mais do que seus produtos para dentro do maior festival de música do país:  durante os sete dias do evento, quatro quiosques da marca ofereceram uma experiência completa de compra, nos mesmos padrões das lojas, com descontração, alegria e excelência no atendimento. Com isso, conseguiu aliar seus produtos a algo valioso para todas as gerações: momentos de lazer.

*fontes: EUA -TetraPak | Millenials Report – Goldman Sachs (2015) e Brasil – Telefonica | Global Millenial Survey (2014)

 

Artigos relacionados

2 respostas para “Millennials: a geração que está mudando o consumo”

  1. gilson genez says:

    Só um erro na matéria: a geração conhecida como babyboomers são as nascidas no pós-guerra (anos 50 especialmente). Depois dela veio a chamada geração x, que já cresceu sobre a influência dos movimentos do final dos anos 60 e início dos 70.

Deixe uma resposta