Menu Busca

Economia e Setores

Comércio de carros seminovos ganha força no primeiro trimestre

No Paraná o crescimento é de 6,3% em relação ao ano passado devido à baixa no mercado de carros 0 km que favorece o segmento de veículos de segunda mão.

Do início da expansão da indústria automobilística no Brasil, quando um carro era considerado artigo de luxo; até o boom econômico dos anos 00, muita coisa mudou. Os automóveis se tornaram mais acessíveis e, com amplas opções de financiamento, constituíram parte do orçamento familiar. Mas o período de retração dos primeiros meses de 2015 foi sentido nos resultados da indústria automobilística, divulgados pela ANFAVEA: até março, o índice de licenciamento era 17% menor em relação ao mesmo período de 2014.

O declínio do mercado de automóveis 0 km é decorrente de um novo momento de consumo, impactado também com a perda de benefícios que anteriormente fomentavam o setor, como a redução do IPI. E assim os carros de segunda mão ganharam a preferência do consumidor brasileiro, com um aumento de 26% em suas vendas no primeiro trimestre de 2015.

carro1
Carros deixam de ser artigos de luxo e passam a vigorar entre os bens de consumo mais acessíveis e desejados

 

Seminovos: preços estáveis e crescimento no primeiro trimestre

Enquanto o país passa por um momento de muitos questionamentos políticos e econômicos, há uma certeza: precisamos continuar! E é de olho nisso que o setor de seminovos tem atuado. Descontos à vista, redução dos juros para financiamentos e pequenos mimos para os clientes têm mantido o setor em crescimento.

Paranaenses têm comprado mais veículos seminovos

Segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), os primeiros meses do ano representaram um aumento de 4,42% nos valores de carros novos, ao passo que o mercado de seminovos manteve seus preços estáveis em relação à queda de 3,2% de 2014.

Para o vice-presidente da Associação de Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (ASSOVEPAR), Antonio Gilberto de Geroni, tudo é uma questão de comparar preços e ver o que é mais rentável para o consumidor.

“Altas nos preços de carros novos será um movimento crescente nos próximos anos, enquanto a tendência no setor de seminovos e usados é de estabilidade dos preços, aumento nas vendas e recuperação de mercado. Ao consumidor basta colocar os valores no papel e concluir o que cabe melhor no bolso”, explica.

carro2

Paraná acompanha a tendência do mercado nacional de automóveis

Segundo a ASSOVEPAR, o Paraná segue a mesma tendência do mercado automobilístico nacional, com a valorização e preferência por carros de segunda mão. De janeiro a abril deste ano foram vendidos aproximadamente 400 mil carros do segmento no Estado – em 2014 o total chegou a 970 mil unidades.

A venda de carros de segunda mão atende um público consumidor consciente e ponderado

“O fim da redução do IPI e de outros benefícios concedidos à compra de automóveis 0 km pesou no bolso do consumidor e gerou mais racionalidade e conscientização na hora do consumo”, afirma Geroni. Ele aposta na estabilidade do setor de seminovos e usados no Paraná, que encerrou 2014 com um crescimento de 6,3%: “O mercado paranaense manterá, assim como o nacional, um fluxo significativo no aumento de vendas do setor. Vejo na venda de carros usados um mercado positivo, saudável e satisfatório ao consumidor, que está cada vez mais atento aos valores e pondera as vantagens e desvantagens de uma compra”, conclui.

Em resumo: é preciso estar atento ao movimento econômico e pensar em novas soluções sempre! E isso é válido para todos os setores. Veja aqui como as marcas populares de supermercados têm criado novas oportunidades para conquistar consumidores.

Artigos relacionados

1 respostas para “Comércio de carros seminovos ganha força no primeiro trimestre”

  1. Olá, como vai ?
    Sua puplicação é interessante, poderia dcolocar neste meu
    site?
    http://www.planosdesaudehdm.com.br
    .
    Um abraço.

Deixe uma resposta