Menu Busca

Economia e Setores

Paixão feminina por calçados mantém setor aquecido

Mulheres estimulam as vendas e mantêm o ânimo e as projeções otimistas de comerciantes e fabricantes do setor

Em um período de recessão econômica é natural que o consumo se retraia e alguns setores apresentem quedas nas vendas, principalmente aqueles voltados a produtos e serviços não essenciais. Por outro lado, é necessário que o mercado saiba reagir e se reposicionar, apostando num conhecimento profundo do perfil de seus consumidores e em inventividade para atrair e fidelizar clientes e estabilizar as vendas. É neste cenário de tentativas de se reinventar na crise financeira que o setor de calçados se encontra, amparado por um grupo de consumidores que demonstram verdadeiro fascínio por sapatos: as mulheres!

Basta olhar para as vendas no período do Dia das Mães para entender como as mulheres estimulam o segmento: segundo a Federação do Comércio do Estado do Paraná (Fecomércio), em maio as vendas de calçados tiveram um aumento de 30% em relação a abril. A demanda feminina foi a responsável por esse fomento do mercado calçadista. Afinal, qual mulher não ama ser presenteada com sapatos?

shutterstock_296262398

Sapatos: consumo tem relação emocional com cotidiano feminino

Para Luiz Sérgio Castardo,  presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte (ACIC) e proprietário do varejo Serallê Calçados, a paixão feminina por sapatos modifica o padrão e a lógica do consumo mesmo em tempos de recessão: “As mulheres não compram calçados por necessidade ou porque são produtos indispensáveis ao cotidiano, mas porque são apaixonadas por eles. Os sapatos despertam o desejo e a vaidade feminina que, mesmo cortando gastos, diminuindo e racionalizando as compras, não resiste a um belo par”. Segundo Castardo, o público feminino corresponde a 70% das vendas de calçados no Paraná e auxilia na manutenção do otimismo no setor: “Os homens representam apenas 30% do consumo calçadista, dominado pelas mulheres. Isto estimula o setor a ofertar cada vez mais qualidade e investir em promoções e capacitações profissionais que incentivam e satisfazem o consumo feminino”.

Para o empresário Luiz Sérgio Castardo, o desejo feminino por sapatos movimenta o consumo e traz otimismo para o setor
Para o empresário Luiz Sérgio Castardo, o desejo feminino por sapatos movimenta o consumo e traz otimismo para o setor

Compartilhando desta mesma opinião, Fernanda Boechat, gerente de marketing da Calçados Bolivar, localizada em Londrina, afirma que as mulheres sempre foram o principal público do comércio calçadista: “Elas são formadoras de opinião e ditam as regras e tendências de consumo no setor. Por isso mantemos campanhas e promoções atraentes ao público feminino, pois são a esmagadora maioria e nem mesmo o baixo poder de compras as desestimula quando o assunto é sapato”.

A gerente de marketing da Calçados Bolivar Fernada Boechat aponta para a necessidade de investir em campanhas e ações que impactem o público feminino de forma efetiva
A gerente de marketing da Calçados Bolivar Fernada Boechat aponta para a necessidade de investir em campanhas e ações que impactem o público feminino de forma efetiva

Setor aposta em renovação de estoques para acompanhar tendências

Para o presidente da Fecomércio Darci Piana a melhor maneira de impactar o público feminino é investindo em renovação de tendências: “As mulheres seguem muito a moda no consumo de sapatos. As tendências de calçados ajudam na movimentação e no fomento do setor e, portanto, os calçadistas devem estar sempre atentos a novos lançamentos. Mesmo em períodos economicamente difíceis, a procura por novidades é sempre grande. É importante que as lojas mantenham seus estoques atualizados e coerentes com as tendências da moda de cada estação para manter a estabilidade de suas vendas”, destaca.

teste 2

Ainda que o cenário atual seja incerto, principalmente para o comércio, é necessário que os diversos setores entendam e saibam estimular seu público-alvo. Impactar os consumidores de um determinado segmento, saber dialogar com eles e lhes ofertar exatamente o que estão procurando é uma das formas mais eficazes de manter um bom posicionamento no mercado e evitar quedas bruscas nas vendas. Conhecer o perfil do público e transformar seus desejos em produtos acessíveis é assumir uma postura otimista e assertiva frente à crise econômica que assola boa parte do país. Este é o recado que o setor de calçados deixa para os outros: invistam e saibam valorizar seus consumidores!

Aproveite e confira uma matéria bem completa sobre este assunto, exibida no Jornal Hoje. Clique aqui.

Artigos relacionados

0 respostas para “Paixão feminina por calçados mantém setor aquecido”

Deixe uma resposta