Menu Busca

Inovação e Tendências

IBOPE mede audiência da TV em mobiles

Esta é a primeira vez que uma pesquisa do gênero é realizada no país e revelará como funciona consumo televisivo nestes aparelhos.

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE, a televisão está presente em 97% dos lares brasileiros, mas já não é o único aparelho capaz de transmitir o conteúdo televisivo.

Além da programação não estar mais restrita ao espaço da telinha, as repercussões e impactos que suas temáticas causam no telespectador também migraram. São aproximadamente 200 milhões de brasileiros conectados a internet, cerca de 79 milhões concentrados em redes sociais e, muitas vezes, simultaneamente com a TV. Se de um lado acompanham o conteúdo televisivo, do outro comentam, publicam e compartilham informações divulgadas no noticiário ou durante o intervalo de uma novela.

Integração entre mobile e TV tem crescido no país
Integração entre mobile e TV tem crescido no país

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE, a televisão está presente em 97% dos lares brasileiros, mas já não é o único aparelho capaz de transmitir o conteúdo televisivo.

Além da programação não estar mais restrita ao espaço da telinha, as repercussões e impactos que suas temáticas causam no telespectador também migraram. São aproximadamente 200 milhões de brasileiros conectados a internet, cerca de 79 milhões concentrados em redes sociais e, muitas vezes, simultaneamente com a TV. Se de um lado acompanham o conteúdo televisivo, do outro comentam, publicam e compartilham informações divulgadas no noticiário ou durante o intervalo de uma novela.

Estes dados apontam para uma intensa integração entre televisão e plataformas digitais. E, recentemente, alguns gadgets – como smartphones e tabletes – também passaram a transmitir a programação televisiva digital. Para conferir a audiência da TV digital em aparelhos mobile, bem como entender este público e sua forma de consumir, o IBOPE Media iniciou neste ano uma medição que terá seus primeiros resultados entregues no final de maio.

A pesquisa, inicialmente restrita à região metropolitana de São Paulo, pretende medir a consolidação da audiência televisa em suas múltiplas formas. Isso quer dizer que o IBOPE está realizando uma medição completa, já que o conteúdo da TV pode ser acompanhado através de diferentes aparelhos.

A recente utilização de mobiles para assistir TV despertou o interesse do IBOPE Media em calcular e compreender esta audiência
A recente utilização de mobiles para assistir TV despertou o interesse do IBOPE Media em calcular e compreender esta audiência

Como foi feita a pesquisa

A pesquisa, inédita no Brasil, conta com uma amostra de duas mil pessoas e medirá quantas vezes cada usuário liga e desliga a TV no celular, se troca de canal e quanto tempo permanece em cada um. Desta amostragem será possível estimar a audiência de cada emissora em aparelhos mobile. A transmissão da TV digital móvel é uma novidade no país e está restrita a poucos modelos de smartphones e tablets – ou seja, é uma ferramenta ainda em processo de expansão.
Desligamento do sinal analógico

A televisão anuncia uma nova era para seu modo de transmissão: é o fim da TV com chiado, ruídos, imagem oscilante e de má qualidade. O sinal analógico está com os dias contados para ser completamente substituído pelo digital.

A cidade de Rio Verde, em Goiás, será a primeira a se despedir do sinal analógico, com desligamento previsto para o final deste ano. Em solo paranaense, a partir de junho de 2017.

Artigos relacionados

0 respostas para “IBOPE mede audiência da TV em mobiles”

Deixe uma resposta