Menu Busca

Inovação e Tendências

Tecnologia na publicidade: soluções além da comunicação

Publicidade e tecnologia nunca estiveram tão ligadas. Mais do que inovar, marcas investem em campanhas diferenciadas para chamar a atenção de um público multiconectado - e pra lá de exigente!

Tecnologia é a palavra do século. É impossível pensar a comunicação sem que a inovação não esteja conceitualmente unida aos processos de interação com o público – até porque a nova geração de consumidores  não conhece o mundo de outra forma a não ser experimentando-o por meio da tecnologia.

Motivadas por essa expansão da cultura tecnológica, cada vez mais as campanhas de publicidade têm investido em tecnologia para impactar o consumidor. Um recurso às vezes oneroso, mas que atinge com precisão o público alvo justamente pela fascinação que exerce. O novo consumidor tem ânsia pela novidade e baixa tolerância para consumir “mais do mesmo”.

Inovação é diferencial competitivo

A aceleração dos processos de comunicação provoca no consumidor a vontade de experimentar tudo no menor tempo possível. Por isso acoplar a tecnologia aos processos de comunicação pode ser um forte diferencial competitivo. A marca de enxaguante bucal Listerine optou por seguir este caminho. Recentemente, lançou na Inglaterra a campanha “Your smile is powerful than you think”, que, em tradução livre, significa “Seu sorriso é mais poderoso do que você pensa”.

A marca desenvolveu um aplicativo em que deficientes visuais podem “sentir” um sorriso. Os usuários acoplam o celular no corpo por meio de uma fita e, enquanto conversam com outras pessoas, o aplicativo pode identificar se o interlocutor está sorrindo. Quando ele sorri, emite uma vibração. Assim os deficientes visuais têm a oportunidade de perceber a linguagem corporal de quem está interagindo com eles.

A marca Listerine investiu no desenvolvimento de um aplicativo totalmente inovador para aliar à campanha publicitária o conceito máximo da sua marca: a de que todos podem e devem apreciar um sorriso
A marca Listerine investiu no desenvolvimento de um aplicativo totalmente inovador para aliar à campanha publicitária o conceito máximo da sua marca: a de que todos podem e devem apreciar um sorriso (imagem: divulgação)

Em 2013, a Nike inovou ao criar a primeira campanha publicitária feita com imagens holográficas 3D do tênis Nike Free 5.0 nas ruas de Amsterdã. Na peça, é possível ver o holograma do tênis se movimentando de diversas formas, demonstrando a flexibilidade do produto. A campanha, que foi criada por meio de tecnologia chamada Holocube e desenvolvida em parceria com as agências Mindshare, Kinetic e JCDecaux, viralizou nas redes sociais e se tornou uma grande referência tecnológica em publicidade.

Nike foi pioneira na criação de campanha publicitária utilizando alta tecnologia para impactar o público e apresentar o novo produto: o Nike Free 5.0
Nike foi pioneira na criação de campanha publicitária utilizando alta tecnologia para impactar o público e apresentar o novo produto: o Nike Free 5.0 (imagem:divulgação)

Outra ferramenta tecnológica inovadora é o uso de reconhecimento facial em outdoors e painéis. Diversas marcas têm utilizado este instrumento e ousado nos processos de criação para prender a atenção do público. E tem surtido efeito. No momento em que as mensagens são lidas, os outdoors e painéis emitem uma reação simulada de interação com quem passa próximo ao local.

A interação simulada no painel brinca com os usuários, criando uma interação empática e que surpreende os consumidores (imagem: divulgação)
A interação simulada no painel brinca com os usuários, criando uma interação empática e que surpreende os consumidores (imagem: divulgação)

Um experimento de sucesso foi a campanha feita pela marca de cerveja alemã Astra. Por meio do reconhecimento facial, uma câmera escondida identificava o gênero de quem se posicionava em frente ao painel e emitia mensagens de acordo com o perfil do observador. Quando eram mulheres, o personagem da campanha fazia um convite para provar a bebida. Mas, se fosse homem, o pedido era que o observador se retirasse da frente do painel. Original e descontraída, a campanha desenvolvida pela agência alemã Philipp und Keuntje foi bem sucedida no propósito de engajar novas consumidoras do público feminino.

Buscar soluções para além da comunicação

A tecnologia é instrumento indissociável da comunicação. Para Renato Cavalher, VP de Criação da OpusMúltipla, com a expansão das ferramentas tecnológicas o processo de criação de campanhas publicitárias deve sempre considerar o uso de novos recursos que ofereçam soluções para além da comunicação. “Associamos o uso de tecnologia a um processo caro, mas não é a regra. Podemos fazer uso de uma tecnologia simples, mas que, dentro de um contexto, faz a mensagem oferecida pela marca ser inovadora. E é isso que precisamos alcançar, a inovação. Aqui dentro da OpusMúltipla, quando temos um problema, abrimos as nossas possibilidades e tentamos pensar em novos recursos para além da comunicação”, explica Cavalher.

Para Cavalher, o uso de tecnologia deve ser inerente ao processo de criação de campanhas publicitárias
Renato Cavalher, VP de Criação OpusMúltipla

Recentemente, a agência OpusMúltipla desenvolveu uma campanha de conscientização para alertar sobre os riscos que motoristas embriagados estão sujeitos. Junto ao DETRAN-PR, a agência buscou em um ferro velho pedaços de carros destruídos por acidentes de trânsito e transformou em baldes de gelo – tecnologia simples que trouxe inovação à comunicação.

Durante a campanha, estabelecimentos parceiros aceitaram oferecer o produto da campanha aos clientes. Ao total, foram distribuídos 50 baldes por todo o estado. Assim que os clientes os recebiam, eram comunicados de que, se fossem dirigir alcoolizados, o próximo balde de gelo poderia ser produzido com os itens destruídos dos seus próprios automóveis.

Outra campanha inovadora produzida pela agência foi desenvolvida para a Prefeitura de Curitiba. Como o município detectou um alto número de mortes por atropelamento, a necessidade de conscientizar motoristas para evitar os acidentes fez com que a OpusMúltipla criasse um produto tecnológico para solucionar o problema.

“Os idosos eram as maiores vítimas de atropelamentos. Pensamos em uma tecnologia já utilizada pela cidade, os leitores magnéticos. Quando os idosos entram no ônibus, essa tecnologia está inserida nos cartões de transporte que utilizam. E pensamos: por que não criar um sistema que identifique o usuário idoso e portador de deficiência nos sinaleiros?”, afirma Cavalher.

De acordo com Cavalher, após a campanha, houve redução de 29% nos atropelamentos a pedestres idosos em Curitiba (imagem: reprodução)
De acordo com Cavalher, após a campanha,  houve redução de 29% nos atropelamentos a pedestres idosos em Curitiba (imagem: reprodução)

Junto com a Prefeitura, a agência ajudou a criar um sistema seguro que identifica o pedestre com mais necessidades, aumentando o tempo de travessia nos sinaleiros. “O usuário idoso passa o seu cartão de transporte no sinaleiro e o sinal fica por mais tempo aberto. Isso permite que ele passe pela faixa com mais segurança”, afirma Cavalher.

Muitas vezes, a comunicação sozinha pode não oferecer aos consumidores a solução para seus problemas. É nesse momento que a tecnologia se torna um instrumento poderoso de interação com os consumidores. Mais do que oferecer um produto, as marcas precisam estar atentas à inovação e buscar trazer aos clientes algo além da compra, mas uma experiência satisfatória e que gere mudanças no cotidiano.

Comente sobre.

 

Artigos relacionados

0 respostas para “Tecnologia na publicidade: soluções além da comunicação”

Deixe uma resposta